Na quinta-feira (9), a partir das 19h, estreia na galeria do Garten Shopping, em frente a Cassol, a exposição coletiva intitulada: “Fragmentos Pandêmicos”, a mostra que une literatura e artes visuais, vai até o dia 10 de outubro.

Com produção que convidou 20 artistas visuais, para ilustrarem através de suas respectivas artes, poemas, fragmentos escritos por Rodrigo durante seu período de quarentena, e finalizados ainda na pandemia, tendo o último poema escrito após a dose única da vacina, tomada pelo também escritor.

Esses pequenos relatos, são sensações e sentimentos tidos pelo mesmo, neste período tão intenso, inesperado e muitas vezes solitário, que as pessoas do mundo inteiro vivenciaram.

Foto: Divulgação.

A Exposição tem cenografia assinada pelo arquiteto Leonardo Dantas da Dantas Arquitetura, projeto gráfico de Igor Gôri, captação e edição de vídeo por Ariadne Santos da Videoholic Filmes, captação de vídeo também feita por Gabriel Espíndola Timm e fotografia por Alan Cruz e Anderson Leonardo da Hume audiovisual.

Um dos homenageados da mostra, será o poeta Fernando José Karl, morto no início de agosto, de infarto fulminante, o mesmo faria o texto de apresentação, agora o texto, será um poema de Fernando, uma forma de todos os envolvidos no projeto, homenageá-lo, um grande poeta catarinense, que não pode nunca ser esquecido.

Na noite de abertura a participação especial do escritor e performer Nicolas Doudat, em parceria com o artista visual Tirotti, a participação do músico Nando Müller e de Luis Gustavo Meneghim, que estava musicando os poemas de Fernando. A exposição também contará com poemas do médico pediatra e poeta Parsifal Schwoelk.

Fragmentos Pandêmicos

A Exposição “Fragmentos Pandêmicos”, unirá poemas de Rodrigo Domingos, escritos durante a pandemia, com arte visual.

Logo após as primeiras mortes no Brasil pela Covid 19, um dia após seu aniversário, Rodrigo iniciou suas escritas, fragmentos, que resultaram na série intitulada: “Fragmentos Pandêmicos”, as escritas iniciaram-se em março de 2020, e terminaram em julho, mês que o poeta recebeu sua imunização, dose única.

Esses 10 poemas fizeram grande sucesso nas redes sociais em forma de vídeo, e logo após, alguns destes poemas, fizeram parte da editoria “Últimas Palavras”, da revista Duo.

Para encerrar um ciclo, e almejando por tempos melhores, o também produtor, convidou artistas das mais variadas vertentes artísticas, para através da suas artes, ilustrarem, esses escritos. Cerâmica, tecelagem, pintura e o áudio visual, irão integrar essa mostra que inicia em setembro no Garten Shopping.

Uma cenografia especial, criada pelo arquiteto Leonardo Dantas da Arquitetura, que através do minimalismo, do olfato e da audição, irão transportar o visitante da mostra, para algo “libertador”, indagador e intuitivo.

Outro convidado importante para dar esse ar de “luz no fim do túnel” da exposição, será a participação do multiartista Tirotti, que através do audiovisual, da projeção, numa parceria com o escritor e performer Nicolas Doudat, irão integrar o projeto. A obra de ambos iniciará na abertura e permanecerá até o final da exposição.

Outra participação significativa no projeto, é a participação do médico pediatra Parsifal Schwoelk, que além de médico, também é poeta, durante a pandemia, os escritos foram uma maneira de amenizar a sua dor.

Foto: Divulgação.