Austin St. John, ator que interpretou o Power Ranger Vermelho na série de TV dos anos 1990, foi preso no Texas, acusado de fraude. O caso está sendo investigado em âmbito federal.

As informações são do site TMZ. Aproximadamente 15 agentes do FBI entraram na casa do astro, na manhã desta quinta-feira (19), por volta das 7h da manhã do horário local, na região de McKinney, no Texas.

Ainda segundo o veículo, os oficiais entraram no local munidos de armas do tipo AR-15. Austin. St. John - cujo nome de registro é Jason Lawrence Geiger - saiu algemado de sua casa.

A acusação envolve outras 17 pessoas e indica que St. John faria parte de um esquema para fraudar o Programa de Proteção de Salários da Small Business Administration, que é projetado para ajudar pequenas empresas afetadas pela pandemia de Covid-19.

Segundo a investigação, o ator teria feito um total de 16 empréstimos, somando US$ 3,5 milhões (equivalente a aproximadamente R$ 17 milhões na cotação atual), que teriam sido usados para compras pessoais e não para o propósito pretendido.

Mesmo que tivesse sido utilizado dentro das regras, os federais afirmam que o montante foi obtido de forma fraudulenta.

St. John interpretou Jason Lee Scott no seriado Mighty Morphin' Power Rangers, que lançou sua carreira em 1993. Ele deixou o show em sua segunda temporada, alegando que "recebia mais virando hambúrgueres", embora tenha voltado em alguns especiais.

Se condenado, ele poderá ficar até 20 anos na cadeia.

Este é o segundo ator a interpretar um ranger vermelho a ser preso. Em 2015, Ricardo Medina Jr, que fez o papel do ranger vermelho Cole Evans em Power Rangers Wild Force, de 2002, foi preso pelo homicídio de seu colega de apartamento Joshua Sutter, cometido com uma espada do filme Conan, o Bárbaro.