Carlos Alberto da Silva, de 42 anos, conhecido como Carlinhos Mendigo teve a prisão decretada pelo TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo), por uma dívida de pensão alimentícia de mais de R$ 90 mil.

O humorista é ex-integrante do programa Pânico na TV e ficou conhecido depois de trabalhar no programa, onde fez o personagem Mendigo, e também na Jovem Pan.

Ele relata estar desempregado e que por isso não teria condições de pagar o valor ao filho, fruto do relacionamento com a ex-bailarina Aline Hauck.

A advogada de Aline, Betania Costa, falou em publicação nas redes sociais sobre a decisão da justiça.

“Melhora do cenário da pandemia permite a retomada do regime fechado na prisão por dívida alimentícia, decidiu recentemente o STJ. A medida coativa de prisão civil é necessária para obrigar o devedor de alimentos a adimplir com a sua obrigação.”

Segundo a colunista Keila Jimenez, em 2021 a casa do humorista foi leiloada por conta de dívidas. O imóvel teria sido arrematado à vista por R$ 1,5 milhão. O ator se recusava a deixar o local.

Parte do dinheiro pago no leilão seria usada para quitar débitos do humorista com o banco. Já outra parte iria para a mãe do filho dele, Aline Hauck.

Em 2019, ele estava sendo procurado por conta de uma dívida de pensão que girava em torno de R$ 700 mil. Carlos chegou a afirmar, em uma entrevista, que não tinha medo de ser preso e se sentia um foragido.

“Quantas vezes eu tentei ser presente? Eu tenho 27 boletins de ocorrência por desobediência dos dois acordos que eu tenho com a mãe do meu filho. Em sempre paguei. Ia buscar nos finais de semana. E eu ia buscar e não via. Eu tive que começar a fazer todo esse processo de boletins para poder provar para a Justiça”, disse em entrevista, ao Cidade Alerta, em setembro de 2019.

Denúncia

O humorista foi denunciado em 2020 pelo MP-SP (Ministério Público de São Paulo) por declarações preconceituosas. A promotoria fez um alerta sobre as falas de Carlos como sendo perigosas.

“Propagam o ódio, incitam a discriminação e induzem ao preconceito e à violação de direitos humanos.” disse a promotoria.

Já em janeiro do mesmo ano, ele foi proibido de se aproximar da ex-mulher Aline Hauck, após a ex-bailarina conseguir uma medida protetiva contra ele.

*Com informações do Portal R7.