A bailarina Amanda Gomes, de 22 anos, formada pela Escola do Teatro Bolshoi no Brasil e Primeira Bailarina do Balé e Ópera de Kazan, da Rússia, conseguiu mais uma proeza em sua carreira longe de Joinville, para onde se mudou em 2004, vinda de Goiânia com a família. Acostumada a premiações, ela chega ao topo ao ser indicada ao Benois de La Dance 2018, considerado o "Oscar do balé". A nomeação a melhor bailarina de 2017 se dá por sua performance como protagonista do balé "Esmeralda" (assista abaixo). https://www.youtube.com/watch?v=g4HryGbp_lo&feature=youtu.be Entre as concorrentes desta edição estão ninguém menos que Svetlana Zakharova, Primeira Bailarina do Teatro Bolshoi de Moscou; Ako Kondo, Principal Bailarina do Australian Ballet; Sae Eun, Primeira Bailarina da Ópera Nacional de Paris. Outros concorrentes brasileiros são Deborah Colker, Jorge Du Peixe/Berna Ceppas e Gringo Cardia, indicados pelo espetáculo “Cães sem Pluma”, que a Cia. de Dança Deborah Colker apresentou no Festival de Dança de Joinville no ano passado.
O Benois de La Dance foi criado em 1992, em Moscou, pela União Internacional da Dança. O evento premia vários setores no meio da dança, entre bailarinos, coreógrafos e profissionais da área. A cerimônia de premiação acontecerá em 29 de abril, Dia Mundial da Dança, no Teatro Bolshoi de Moscou.
Com informações da assessoria da Escola do Teatro Bolshoi Foto de Ramis Nasmiev