Este jornalista estava na plateia do Teatro Juarez Machado quando da primeira apresentação de “Renato Russo – o Musical” em Joinville, dez anos atrás. Ficou estupefato com a representação do líder da Legião Urbana feita pelo ator Bruce Gomlevsky e pela cenografia, que contava com uma banda tocando ao vivo atrás de um vidro, pontuando a biografia de um dos maiores nomes do rock brasileiro.

Pois o espetáculo, em cartaz desde 2006, retornará à Joinville uma década mais tarde. Num momento em que as letras de Renato Russo soam mais atuais do que nunca, o trabalho será reapresentando no dia 23, às 21h, no Teatro da Liga. Os ingressos estão à venda AQUI.

Quem assistiu ao musical da primeira vez e gostou precisa saber que pouca coisa mudou nele de 2008 para cá, incluindo seu protagonista. Ainda é a história de Renato Russo no palco, de sua infância difícil até o auge da Legião, sem abdicar de assuntos delicados como drogas e o quebra-quebra em Brasília. Fatos e pensamentos são interligados pelas 22 músicas tocadas pela banda Arte Profana e interpretadas pelo próprio Bruce.

“Sem a menor dúvida, o que move o espetáculo é a força do Renato e o legado que deixou na Legião Urbana, através das composições, que são a cada dia mais atuais. Os fãs se renovam e hoje temos além de adultos e idosos na plateia, jovens e adolescentes que se emocionam a cada sessão”, conta Bianca De Felippes, produtora do musical e do longa-metragem “Eduardo e Mônica”, que será lançado em 2019.