A Celesc vai oferecer o custeio de 60% na compra de painéis fotovoltaicos para 1 mil residências em Santa Catarina. O projeto Bônus Fotovoltaico vai estimular a instalação do sistema de captação da energia solar doméstico, que pode ser compartilhado com a rede pública e gerar créditos na fatura do consumidor.

Para participar do programa o consumidor residencial deve estar em dia com a Celesc e fazer a inscrição via internet no sistema que ainda será liberado. Ele também deve atender requisitos técnicos como ter o telhado da casa inclinado de 15° a 25° em relação ao plano horizontal e com a orientação voltada para o Norte.

A energia produzida pelo painel fotovoltaico será usada na própria residência e o excedente será distribuído para a rede pública
A energia produzida pelo painel fotovoltaico será usada na própria residência e o excedente será distribuído para a rede pública

Por meio do sistema fotovoltaico oferecido pelo projeto, o consumidor vai gerar energia para o próprio consumo e o que for excedente será injetado no sistema elétrico da Celesc e transformado em crédito.

O bônus  pode ser usado em até cinco anos para pagar a energia consumida na residência ou outra unidade consumidora de mesma titularidade, desde que conectada ao sistema da Celesc.

Atualmente, em Santa Catarina, a potência instalada em geração distribuída é de 5.842 kW. O Estado tem o maior índice per capita de uso de energia solar nessa modalidade no Brasil.

O projeto da Celesc será responsável pela instalação de outros 2.600 kW, cerca de metade do que é gerado hoje, colocando o Estado na vanguarda desse tipo de geração.

Fonte: Jornal de Santa Catarina