Não é de hoje que Jaraguá do Sul é um dos destinos preferidos dos paranaenses. No dia 20 de janeiro, o empresário Paul Lírio Berwig,  55 anos, partiu de Marechal Cândido Rondon rumo a cidade catarinense, um trajeto de aproximadamente 750 quilômetros.

Mas ao invés de viajar de carro ou ônibus ele resolveu usar um transporte alternativo: sua bicicleta. Berwig chegou na cidade catarinense cinco dias depois de sair do Paraná, em 24 de janeiro. O destino escolhido foi Jaraguá do Sul pois ele morou na cidade em 1979 ainda mantém amigos e familiares residindo nela.

Foi na época que o gaúcho de Tucunduva esteve em Santa Catarina que começou a participar de campeonatos de ciclismo e depois foi para o Paraná, espalhar o amor pelo ciclismo em Marechal Cândido Rondon.

Ele foi um dos fundadores do grupo ciclístico Amigos do Pedal, pioneiro no município, e atualmente é presidente da Associação Rondonense de Ciclismo (ARC).

Sua importância é tão grande para o município que o Dia Municipal do Ciclista em Marechal Rondon é comemorada na mesma data que Lirio faz aniversário: 20 de setembro. Desde 1980, ele é proprietário de uma loja de bicicletas, a Lírio Bicicletas.

Quando viajava de carro, Lírio sempre olhava para as estradas e imaginava a sensação de passar por elas de bicicleta. E quando chegava a hora do sofrimento, pedalando em subidas bem íngremes ou embaixo de sol e chuva, ele diz que olhava para a paisagem ao redor e o fôlego extra vinha.

"Completar esse percurso foi uma sensação única e ampliou meu amor pelo ciclismo", ressalta.

Percurso

No primeiro dia, ele pedalou de Marechal até Laranjeiras do Sul, uma distância de 225 quilômetros. No segundo dia, o trajeto foi até Irati, somando mais 218 quilômetros. No dia 22, o empresario pedalou 140 quilômetros até Curitiba.

Na capital paranaense, Lírio resolveu descansar e visitar amigos para no dia 24 de janeiro finalmente concluir a viagem com mais 170 quilômetros. Ao todo, ele ficou 27 horas e 55 minutos pedalando em um trajeto com 10.218 metros de elevação.

"Eu tomava o café da manhã e saia 8 horas, parava em algum lugar para almoçar e quando estava escurecendo terminava minha viagem", relata.

Enquanto estava em Jaraguá do Sul, ele recebeu um desafio do filho de uma sobrinha, o garoto Vitor Kaefer, de 12 anos.

Ele tem dois anos para viajar até Aparecida, em São Paulo, cidade que fica a 1.120 quilômetros de Marechal Rondon. "Vou fazer antes do prazo estipulado", conta.

Santa Catarina sempre esteve em um dos destinos preferidos de Lírio, seja pelo charme europeu, os desafios de Brusque ou pelas incríveis montanhas que cercam a Serra do Rio do Rastro. "Além de me proporcionar uma vida saudável, o ciclismo me fez conhecer muitos lugares", completa.

 

Quer receber as notícias do Por Acaso no WhatsApp? Clique aqui!