Se fosse a dez, 12 anos atrás, eu diria, sem medo de errar, que o Fresno tocando no Palácio Snooker Pub seria uma temeridade, tamanha a popularidade que a banda usufruía entre os adolescentes. Era o auge do emocore, do qual o quarteto liderado por Lucas Silveira era um dos principais expoentes brasileiros, navegando com sucesso entre o público da MTV com discos como "Ciano" (2006) e "Redenção" (2008). Hoje, o afã não é de longe o mesmo, mas não tenha dúvidas de que a casa pode ficar pequena no dia 18 de maio. É a data da volta do Fresno à Joinville, em nova fase e já mirando as comemorações dos 20 anos de estrada, em 2019. O grupo ainda trabalha no disco "A Sinfonia de Tudo que há", de 2016, mas aponta para o futuro com um single saído em março - "Natureza Caos" revela uma aproximação com a eletrônica mais suja e agressiva. Ao mesmo tempo, revisita o passado com um show que repassa boa parte de seu catálogo de sete discos de estúdio (fora Eps e discos ao vivo). É esse show que passará pelo Palácio no mês que vem, a ser aberto pela banda paranaense Médicos de Cuba. Os ingressos estão à venda AQUI. https://www.youtube.com/watch?v=yCt98nzWL48