Depois de dez dias ecoando música, dedicação e conhecimento pela região, o Femusc (Festival de Música de Santa Catarina) chegou ao fim. Com a despedida dos instrumentistas, Jaraguá do Sul, agora, aguarda pela 15ª edição do evento, que promete ser festiva e também maior: com duas semanas de duração novamente.

Segundo o presidente do Instituto Femusc, Paulo Polezi, em 2019, o objetivo foi trazer sustentabilidade à iniciativa, que sofreu cortes importantes no orçamento e, mesmo assim, manteve a grandiosidade e a qualidade das atrações.

“Quem pôde acompanhar as nossas falas, tanto na abertura, quanto no encerramento, percebeu um certo equilíbrio e isso foi proposital. Trabalhamos muito para que o festival acontecesse de forma natural e tranquila”, destaca.

Polezi ainda enfatiza que a diretoria se dedicou ao esforço de sensibilizar novos patrocinadores e revisitar fornecedores, atualizando as negociações.

“Tudo isso aconteceu para deixar a parte artística livre, à vontade para criar e apresentar o melhor. Dessa forma, todos se beneficiam”, complementa.

Já o diretor-artístico do Femusc, Alex Klein, faz questão de enaltecer o quanto o evento envolve alunos, professores e público.

“O que reina é a vontade de ficar. Vai ser difícil esquecer o coração apertado dos venezuelanos, a Sheherazade, a presença do Gregory Carreño, a Orquestra sem Maestro liderada pelo Leon Spierer”, pontua.

Conforme ele, o festival provou, mais uma vez, que não há como calcular a emoção que vem da alma. “Meu trabalho não é o de criar, mas de abrir portas. O Femusc foi construído pelo amor à arte musical”, afirma Alex.

Com data marcada

Nesta 14ª edição, Jaraguá do Sul recebeu cerca de 300 músicos, entre alunos de mais de 20 países e alguns dos mais renomados professores do mundo.

Com concertos diários, sempre acompanhados por plateias lotadas, o público pôde assistir apresentações que desafiaram os instrumentistas e, mais uma vez, colocaram a cidade no radar dos grandes espetáculos de música erudita.

Em 2020, voltando a ter 14 dias de duração, o Femusc deve começar no dia 19 de janeiro, seguindo até 1º de fevereiro. As inscrições para alunos de todo o mundo serão abertas no segundo semestre.

O balanço oficial do evento ainda não foi divulgado, mas segundo informações prévias, os concertos tiveram mais procura neste ano, tanto os principais, que ocorriam às 20h30, quando os sociais e secundários, programados ao longo do dia. As transmissões ao vivo também atingiram mais cidades brasileiras e países diferentes na 14ª edição.

Com informações de assessoria de imprensa.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?