Uma verdadeira festa está sendo programada para a 15ª edição do Femusc (Festival de Música de Santa Catarina). As novidades divulgadas até agora são animadoras para os amantes de composições clássicas e da mais pura expressão da arte.

De acordo com o presidente do Femusc, Ary Pradi, no ano que vem o evento contará com cerca de 700 alunos, 44 professores, 14 dias de festival e expectativa de 65 mil visitantes.

Depois de edições mais reduzidas, - um reflexo da crise econômica que estava em alta no país - o projeto foi aprovado na  Lei Federal de Incentivo à Cultura e terá um orçamento estimado em R$ 2,9 milhões.

A adaptação às novas regras de apoio cultural é dos motivos para o elevado número de músicos participantes em 2020. Como o intuito é democratizar o acesso a esses eventos no país, a lei prevê que o festival-escola promova atividades educacionais fora do local onde o evento está ocorrendo.

Por isso, além das 500 vagas disputadas por processo seletivo para o Femusc, outros 200 alunos devem ser atingidos por ações na comunidade, como em escolas e creches de Jaraguá do Sul.

A volta do Femusckinho e do Programa de Música Popular também elevam o número de participantes.

Foto Eduardo Montecino/OCP News

Outra mudança para a 15ª edição é que mais ingressos serão vendidos. De acordo com Pradi, cerca de 40 mil entradas devem ser distribuídas gratuitamente - 48 horas antes do evento desejado - e outras 20 mil serão vendidas.

O valor ainda não foi definido, mas o presidente garante que serão preços acessíveis para o público.

No ano passado, a venda foi feita para o Grande Concerto e para as duas óperas apresentadas. "Devemos seguir este mesmo modelo, focando nos concertos mais especiais.

A garantia de ter um lugar marcado facilita o planejamento de pessoas que não são daqui e querem prestigiar o evento. Em termos econômicos para a cidade, isso é positivo e impacta diferentes setores", explica.

Qualidade musical o ano inteiro

Cada vez mais, a diretoria do Femusc, alinhada com o Centro Cultural Artístico Scar, trabalham para formar músicos e cantores de alto nível na região.

Um dos fatores que está facilitando esse objetivo é a presença do maestro da Orquestra Filarmônica da Scar, André dos Santos, o ano inteiro no Centro. Principalmente neste segundo semestre, a programação da Filarmônica será intensificada para divulgar a música e ampliar o acesso e conhecimento à cultura.

Foto Divulgação/Femusc

Nos dias 25 e 28 deste mês, a Orquestra apresentará o novo concerto de aniversário de Jaraguá do Sul, com participação de artistas locais e duas solistas convidadas.

"Se não fazemos uma ação a longo prazo, não temos fortalecimento artístico na região. Essa é uma das nossas preocupações, capacitar pessoas de alto nível para ter este ciclo completo aqui, que o público local tenha qualificação e possibilidade de aprender mais e logo ser possível produzir óperas de extrema qualidade com todos os músicos locais", aponta a diretora executiva da Scar, Edilma Lemanhê.

A apresentação da Orquestra Filarmônica será no Grande Teatro da Scar, às 20h. Os ingressos gratuitos já estão disponíveis e podem ser retirados na bilheteria do Centro Cultural.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito: 

WhatsApp  

Telegram  

Facebook Messenger