Designer working with laptop

Designer working with laptop

Fazer uma loja virtual exige pesquisa e muito planejamento. Mesmo que o negócio dispense endereço físico, o empreendedor deve estar preparado para lidar com o trabalho de maneira profissional. Se o projeto não for encarado com seriedade, as chances de sucesso acabam bastante reduzidas. Resumindo: é preciso estar atento a alguns detalhes.
Pra te ajudar, confira essas dicas:

1. Planeje-se

Você deverá estudar a ideia antes de colocá-la em prática. Se já possui um negócio físico, fica mais fácil. No entanto, se será seu primeiro contato com o mundo das vendas, esteja preparado para o que vem pela frente.
Após determinar o foco da empresa, procure saber quanto você precisará investir na compra do material, no website e na divulgação. Dessa forma, você não será pego desprevenido ao longo do empreendimento.

2. Conheça as ferramentas

A ideia de fazer uma loja virtual exige estudo constante sobre as ferramentas disponíveis. O mercado oferece uma grande variedade de fornecedores de sistemas de e-commerce. Identificar qual é o seu orçamento e como você imagina seu negócio são maneiras de escolher o serviço que mais se encaixe com as suas expectativas.

3. Monte um e-commerce organizado

dicas ecommerce
Na web, um site bagunçado contribui para a falta de credibilidade. Portanto, veja-o como a sua loja física: organizada, completa e com informações importantes. Além disso, lembre-se de sempre atualizar o estoque - ou a página - para evitar a venda de produtos não disponíveis.

4. Divulgue

Sua loja virtual precisa ficar conhecida e, para isso, divulgação constante é fundamental. Investir em estratégias de marketing online é muito importante para manter um bom fluxo de vendas. Tire um tempo para estudar sobre as ferramentas de divulgação disponíveis na web e escolha aquelas que mais se encaixam com seu público e seu orçamento.

5. Conquiste a confiança dos clientes

Se a pessoa comprou determinado produto na sua loja, ela espera recebê-lo em boas condições. É preciso ter atenção redobrada quanto ao atendimento de cada demanda. Pode até ocorrer atrasos, mas procure sempre estar em contato com o comprador para evitar má publicidade. Clientes satisfeitos tendem a voltar, além de trazer novos consumidores.

O e-commerce no Brasil

Em 2015, o e-commerce brasileiro completou 20 anos e, especialmente nos últimos cinco, tem crescido em ritmo acelerado. Segundo dados do E-bit, as vendas realizadas em 2015 nas lojas virtuais brasileiras alcançaram um faturamento de R$ 41,3 bilhões. O tíquete médio subiu em 12%, atingindo o valor de R$ 388.
Para os especialistas, o comércio eletrônico ainda possui muito espaço para o crescimento e deve apresentar melhora, especialmente nas vendas via dispositivos móveis.
Fonte: Vivo Mais Saudável
Foto:  iStock/Getty Images