Foto Arquivo Pessoal
Foto Arquivo Pessoal

Em meio a tantos desafios e problemas do dia a dia, encontrar alguém que desperte o que há de melhor em nós, é como ganhar na loteria. Uma companhia verdadeira que aceite os seus defeitos e seja capaz de extrair as suas melhores virtudes. Aquela pessoa que caminhe ao seu lado nos momentos bons e, sobretudo, ruins. Um amor que não coloque limites e distâncias!

No início de 2016, a blumenauense Andressa Freitas, 23 anos, planejava realizar um sonho de infância: fazer intercâmbio. Ela mal sabia que o destino preparava uma história linda, com contornos dramáticos de um filme "hollywoodiano".

Em agosto daquele ano, Luccas Sabatke Mello, 27 anos, apareceu em sua vida. Sabendo de todo seu planejamento para o futuro, Luccas fez o que todas as pessoas deveriam fazer: deixou o egoísmo de lado para apoiá-la e incentivá-la a continuar correndo atrás de seus sonhos.

Foto Arquivo Pessoal

Em abril de 2017, Andressa embarcou rumo aos Estados Unidos com uma única certeza: o casal faria tudo para se manter unido. No mesmo ano, Luccas tentou tirar o visto duas vezes, porém ambos foram negados. Após nove meses no exterior, Andressa decidiu aproveitar suas férias no Brasil para ficar ao lado do namorado. Frustrado por não conseguir o visto e triste com a distância, Luccas teve uma outra ideia.

“Como eu trabalhava de au pair (babá), poderia ficar nos EUA por apenas dois anos. Um ano você tem a liberdade de poder sair da zona americana, mas já no segundo ano você não pode. Você pode apenas ir para o Canadá ou para o México. Foi aí que ele teve a ideia de tentar tirar o visto para o Canadá”, destaca Andressa.

Porém, o destino pregaria mais uma peça para eles. Na mesma semana em que Andressa assinou o contrato com a família norte-americana para a extensão de mais um ano de trabalho, o visto canadense de Lucas foi negado. Mesmo tendo vários motivos para jogarem tudo para o ar, os dois tomaram uma outra decisão: matar a enorme saudade no México.

“Depois que fomos embora do México, Lucas decidiu também realizar um sonho e viajou para a Nova Zelândia. Não seria justo eu tentar proibir quando eu estou vivendo o meu intercâmbio também. Mas em meio a tudo isso, o que antes eram duas horas de diferença entre nós, acabou se transformando em 19”, conta Andressa.

Foto Arquivo Pessoal

Em julho de 2018, eles decidiram terminar o namoro e deixar a vida fluir naturalmente. Mesmo assim, depois de tantos encontros e desencontros, amor e frustrações, alegrias e saudade, o destino se encarrega de trazer de volta aquilo que merecemos. Depois de nove meses do rompimento, Luccas fez a pergunta que mudou a vida dos dois.

“Eu poderia estender mais um ano e continuar nos EUA como estudante. A família americana estava disposta a me ajudar, mas quando ele perguntou se eu retornaria para o Brasil, meu amor por ele era muito maior e acabei voltando. Nunca vou esquecer, foi no dia 4 de abril que o reencontrei no aeroporto e foi um dos momentos mais lindos da minha vida”, lembra Andressa.

Agora, você deve estar se perguntando: e como Luccas lidou com tudo isso? “Eu já estava no Brasil há um mês, então estava realmente só esperando para poder vê-la. Foi emocionante, fui buscá-la no aeroporto, no outro dia a levei para jantar, foi realmente um reencontro. Mas voltamos a namorar somente um mês após esse reencontro, queríamos nos conhecer novamente. Voltamos a nos conectar”, afirma Luccas.

Depois de tantas reviravoltas, uma coisa é certa: a vida com certeza trouxe lições que o casal levará consigo para sempre. Andressa aprendeu a valorizar o que tem. “Se alguém fala que é feliz namorando à distância, eu não acredito. É muito triste você querer estar com a pessoa depois de um dia estressante e não conseguir. Relacionamento preciso ter por perto, ter a troca de energia. Hoje, tenho certeza do meu sentimento por ele, porque mesmo depois de tudo, nunca deixamos de nos amar”.

Foto Arquivo Pessoal

O sentimento é compartilhado por Luccas. “No fundo, toda essa distância serviu de apoio para dar um suporte maior para nossa concepção de valorização das pessoas, de realmente saber o que está sentindo. Depois, a gente realmente soube que tem amor. Não temos dúvida do que sentimos! Por isso, valorize a companhia, valorize estar junto”.

E se você achou que a história para por aqui, engano seu! O casal em breve realizará o sonho de viajar junto. Toda história de amor tem sua peculiaridade, charme e encanto. E são essas histórias que nos fazem crer que, em meio a tantos problemas, podemos, sim, encontrar um amor verdadeiro, aquele que não nos permitirá abrir mão de nós mesmos e que sempre estenderá a mão por nós. Feliz Dia dos Namorados!

Quer receber as notícias no WhatsApp?