Hoje, terça-feira (25/05), é comemorado o Dia do Orgulho Nerd ou Dia do Orgulho Geek, como é chamado também. Essa data é uma iniciativa que defende o direito de toda pessoa em ser um nerd ou um geek, além de promover essa cultura. Para celebrar essa data, segue uma lista com games que todo nerd provavelmente jogou ou joga. A lista foi original foi publicada pelo site Start.

Batman: Arkham Asylum: É um jogo de Ação-Aventura e Stealth baseado na série de quadrinhos Batman da DC Comics. O jogo conta com uma perspectiva de terceira pessoa, onde o jogador controla o Batman enquanto ele faz seu caminho pela ilha e estruturas do Asilo Arkham.

Foto: Wikipédia

The Legend of Zelda: Breath of the Wild: Esqueça tudo que você sabe sobre os jogos da série The Legend of Zelda. Entre em um mundo de descobertas, exploração e aventura em The Legend of Zelda: Breath of the Wild. Viaje pelos vastos campos, florestas e montanhas enquanto descobre o que aconteceu com o reino de Hyrule nesta deslumbrante aventura a céu aberto.

Foto: Wikipédia

SimCity 2000: É um videogame de simulação sobre construção de cidade. O objetivo do jogo é criar uma cidade, desenvolver áreas residenciais e industriais, construir infraestrutura e arrecadar impostos para o desenvolvimento da cidade. A importância é colocada em aumentar o padrão de vida da população, mantendo um equilíbrio entre os diferentes setores, e acompanhamento da situação ambiental da região para evitar a liquidação de declínio e indo a falência.

Foto: Jogo Véio

The Last of Us: É uma franquia de jogos eletrônicos de ação-aventura e survival horror exclusiva da PlayStation. A franquia é situada em um mundo pós-apocalíptico, com seres humanos e criaturas canibalísticas infectadas por uma mutação do fungo cordyceps.

Foto: Wikipédia

Super Mario World: É um jogo de plataforma bidimensional no qual o jogador controla o protagonista na tela (Mario ou Luigi) a partir de uma perspectiva de Side-scrolling. As ações mecânicas do jogo são semelhantes a títulos anteriores da série, como o Super Mario Bros 1, 2 e 3. Além de poder correr e pular, movimentos encontrados nos jogos anteriores, o jogador pode flutuar com o auxílio de itens especiais e executar novos tipos de saltos, como o salto giratório.

Foto: Wikipédia

Street Fighter II: The World Warrior: Também conhecido por Street Fighter II, é um jogo competitivo de videogame. O jogador enfrenta o seu adversário em combates um contra um em um ambiente fechado, em séries de melhor de três. O objetivo de cada rodada, é esvaziar a energia do oponente dentro do tempo limite. Se ambos os oponentes "morrem" ao mesmo tempo ou o temporizador chega ao fim e em que os dois lutadores tenham a mesma quantidade de energia, o jogo fica empatado, deste modo é declarado que haverá mais rodadas adicionais, que serão jogadas até um dos jogadores perder.

Foto: Wikipédia

Streets of Rage 4: É um jogo eletrônico no estilo briga de rua. Continuando com o estilo da jogabilidade de lançamentos anteriores, Streets of Rage 4 é um beat em rolagem lateral no qual os jogadores lutam contra ondas de inimigos usando uma série de ataques e movimentos especiais.

Foto: Wikipédia

Overwatch: É um jogo eletrônico multijogador de tiro em primeira pessoa. O jogo possui um combate de equipe com dois times rivais compostos de seis jogadores cada. Os jogadores podem escolher um dos vários heróis, cada qual com suas próprias habilidades e função de classe.

Foto: Wikipédia

Sonic the Hedgehog: É uma franquia de jogos japonesa criada pelo Sonic Team e produzida pela Sega. A franquia é centrada em uma série de jogos de plataforma focados em ação e velocidade. O protagonista é o Sonic, cuja vida pacífica é sempre interrompida pelo antagonista principal da série, o Dr. Eggman. Normalmente Sonic, junto com um de seus aliados, como Tails e Knuckles se aventuram para deter o vilão e seus planos para dominação mundial.

Foto: TecMundo

League of Legends: É um jogo onde os jogadores assumem o papel de controlar campeões com habilidades únicas, que formam um time e lutam contra o time adversário. No modo mais popular do jogo, o objetivo de cada time é destruir o Nexus da equipe adversária, uma construção localizada na base e protegida por outras estruturas. Cada partida de League of Legends é distinta, pois os campeões sempre começam fracos e progridem através da acumulação de ouro e da experiência ao longo do jogo.

Foto: Riot Game

Dragon Age Origins: É um jogo eletrônico de RPG, que incorpora um conceito de "origens" para cada raça e algumas de suas classes. Como exemplos, o Dwarf Noble (Anão Nobre) inicia o jogo como parte da elite social em uma das cidades dos anões, enquanto a história do Dwarf Commoner (Anão Plebeu) se inicia nas ruas da cidade. Estas histórias determinam as origens dos personagens antes dos eventos principais do jogo, formando uma espécie de introdução ao mundo pelo qual o jogador irá se aventurar.

Foto: Retirada da Internet

Assassin's Creed é um jogo eletrônico de ação-aventura que se passa em um mundo aberto em terceira pessoa no qual o jogador assume o papel de Desmond Miles, o último descendente de uma longa linhagem de Assassinos.

Foto: Wikipédia

Super Mario Maker 2: É um jogo eletrônico de plataforma e editor de mapas. A jogabilidade é bem similar a de seu antecessor, em que os jogadores criam suas próprias fases personalizadas usando elementos e objetos de vários jogos da franquia Super Mario, podendo compartilha-los online. Super Mario Maker 2 introduz um novo estilo baseado em Super Mario 3D World e muitos novos recursos, incluindo pistas e direção de rolagem automática modificável, novos inimigos, temas e itens, bem como multijogador cooperativo e competitivo.

Foto: Imagem retirada da Internet

The Immortal: É um jogo eletrônico, onde o jogador controla um feiticeiro, que enfrenta várias criaturas mortais e armadilhas em uma masmorra, onde a cada fase vai descobrindo mais detalhes sobre a história de sua jornada e encontrando novos aliados, itens e perigo.

Foto: Retirada do site Tec Toy

Comix Zone: O jogo se passa dentro de uma história em quadrinhos, com diálogos representados por balões de fala e cenários com as cores e o estilo de desenho dinâmico de uma história de super-heróis. O jogador controla Sketch Turner, um artista de história em quadrinhos, que está trabalhando em sua revista chamada "The Comix Zone". Numa noite de tempestade, um raio atinge uma das folhas, fazendo com que Mortus, o vilão da história, escape, prendendo Sketch em sua própria criação. O objetivo de Sketch é sair da história em quadrinhos e derrotar o vilão.

Foto: Retirada do site Tec Toy

X-Men vs. Street Fighter: O jogador controla um lutador de cada vez, enquanto o outro aguarda fora da tela. O lutador que começa a luta pode, a qualquer momento, dar vez ao outro lutador. O jogador que estava aguardando fora da tela, entra na luta atacando com um pulo-chute, que causa um leve dano ao oponente. O jogador quando entra logo em seguida, executa uma pose de vitória e neste curto período de tempo, fica totalmente vulnerável. O jogador que saiu do jogo estará apto a recuperar uma parte da energia, enquanto o outro luta. Se um jogador perder toda sua energia, o outro automaticamente entra no jogo e assume a luta. A luta termina quando os dois jogadores do time são derrotados.

Foto: Wikipédia

Shin Megami Tensei III: Noturno: É um jogo de RPG pós-apocalíptico, que se passa em um dia aparentemente normal em Tóquio, ate a cidade virar de cabeça para baixo por conta de um apocalipse. O que restou do mundo é engolido pelo caos, com uma revolução demoníaca tomando conta de uma cidade partida. No meio da batalha entre deuses e demônios, as escolhas que o jogador fizer podem trazer vida, renascimento ou morte, e determinar quem triunfará.

Foto: Wikipédia

The Witcher III: É uma aclamada série de jogos eletrônicos. The Witcher 3: Wild Hunt, tem grandes evoluções em termos técnicos: a total ausência de carregamento entre a mudança de um cenário e outro é um exemplo disso. Essa alteração é algo impressionante, já que o game é gigantesco, e todo o mapa vem carregado e pronto para ser explorado. Muitos personagens retornam e outros estreiam incluindo Ciri, uma “filha perdida” de Geralt, que também funciona como uma segunda personagem jogável ao longo da aventura.

Foto: Imagem retirada da Internet