Com um sorriso no rosto e muito amor no olhar, é assim que Brunno Gadotti, 14 anos, entra todos os dias pelas portas da EBM (Escola Básica Municipal) Lore Sita Bollmann, no bairro Itoupava Central, em Blumenau. Ele faz parte de um grupo de cinco alunos autistas que estudam na unidade de ensino mais nova do município, em funcionamento há apenas 15 anos. Neste período, o trabalho realizado pelos profissionais da escola tem sido pautado pela igualdade de tratamento entre todos.

Para a coordenadora pedagógica, Simone Gerske, é gratificante poder acompanhar e fazer parte de um trabalho tão importante como esse, e ver a cada dia os próprios professores se dedicando à causa da inclusão. No início do ano, a escola convidou o coordenador de Educação Especial do Centro Municipal de Educação Alternativa (Cemea) para conversar com os pais de todos os alunos, trazendo informações sobre o funcionamento do órgão e também sobre a inclusão no município. “Foi algo importantíssimo para o esclarecimento de todos os presentes”, afirma Simone.

Foto OCP News Vale Europeu

Já a professora de apoio pedagógico, Janaina Marcia Corrêa, que está há seis anos na educação especial, se sente ainda mais motivada em ver o compromisso e a preocupação da escola com a integração dos alunos autistas em todas as ações realizadas dentro e fora das salas de aula.

“O importante é fazer aquilo que se gosta! Gostando do que se faz, é impossível se sentir de outra forma a não ser cheia de amor. Cada aluno é diferente e cada um tem seu jeito. Trabalhamos com tudo o que está ao nosso alcance para o bem deles", destaca.

Internamente, a coordenação faz todo o acompanhamento do planejamento do professor, atuando sempre em conjunto e observando o desenvolvimento de cada aluno. “Trabalhamos a observação em sala de aula e fora dela também, fazemos reuniões e encontros de planejamento para efetivamente verificar como está o desenvolvimento do trabalho com eles”, explica a coordenadora Simone.

Foto OCP News Vale Europeu

Quando perguntado sobre a sua escola, Brunno não hesita em dizer em alto e bom som “aqui me sinto em casa”. Seu olhar e suas palavras deixam claro todo o carinho e apoio que ele e seus colegas recebem no local. “Aqui tenho vários amigos e sempre fui muito bem tratado por todos. Os professores dão o seu melhor para que a gente consiga entender a matéria e o que estão nos explicando”, ressalta.

Além de alunos autistas, a escola atende atualmente estudantes com Síndrome de Down e com deficiência auditiva. Um belo exemplo de ensino e inclusão, onde a educação é feita com muito amor!

EBM Lore Sita Bollmann

Endereço: Rua Valter Knaesel, s/n, no bairro Itoupava Central, em Blumenau
Telefone: (47) 3323-9417

Quer receber as notícias no WhatsApp?