Quando lançou “a.C. Antes de Carolina, d.C Depois de Carolina” na Feira do Livro de Joinville de 2017, o arquiteto e urbanista Mario Cezar da Silveira não imaginou que, meses depois, a obra estaria sendo mostrada (e comentada) em rede nacional. Sua estreia na literatura – na qual narra sua vida antes e depois da filha Carolina, nascida com paralisia cerebral – apareceu sendo lida na casa do “Big Brother Brasil”, a primeira vez no dia 22 de fevereiro, dando um impulso espetacular nas vendas. Só na última semana, Mario contabiliza cerca de 120 exemplares enviados pelo correio para todo o País (já que eles não estão em livrarias). Agora, da tiragem de mil livros, só restam 50. - O impulso nas vendas causado pelas aparições no BBB e as críticas elogiosas continuam me surpreendendo, pois foi minha primeira incursão no mundo das letras – conta Silveira, que, por causa de Carolina, passou a se dedicar à causa da acessibilidade em Joinville. Cezar não assiste ao programa e não tem certeza de como seu livro chegou à casa, mas supõe que ele tenha sido disponibilizado na biblioteca da TV Globo para escolha de leitura dos “moradores”. - Na Feira do Livro, a Mirian Leitão, o Walcyr Carrasco e o Lázaro Ramos levaram livros. Desconfio que um deles foi levado para a biblioteca da Globo – diz.