Mari Silveira é uma figura conhecida no meio artístico joinvilense pelas inúmeras produções no campo da música e, principalmente, de cinema e vídeo. Apesar do trabalho constante de bastidores, em várias oportunidades Mari foi para a frente das câmeras, em especial, quando morou no Rio de Janeiro. Uma delas se deu no que é hoje um marco do pop brasileiro: o clipe de “Burguesia”, o último de Cazuza, lançado em 1989. Mari se mandou de Joinville para a então Cidade Maravilhosa em 1983 para trabalhar com produção. Fez figuração em musicais do “Fantástico”, atuou em clipes de Richie e Banda Brylho (entre vários outros) e produziu eventos nos lendários palcos do Noites Cariocas e Circo Voador. Em dado momento, em três dias da semana, trabalhava como garçonete no Tamino, o primeiro bar gay do Rio. Por intermédio de um amigo foi apresentada a Goya Castro, em cuja famosa produtora de vídeo acabou parando. E assim, em 1989, se viu como assistente de produção de “Burguesia”, um vídeo enxuto da Polygram para a faixa-título do disco que Cazuza soltou naquele ano. Uma das ideias era montar uma mesa de jantar para os “novos burgueses” da música. Foi preciso uma copeira para a cena, e Mari (então com 24 anos) se apresentou para o serviço – confira abaixo no minuto 1:35. Cazuza, claro, só aparece em imagens de arquivo, pois já se encontrava bem doente na época (ele viria a morrer no ano seguinte). - Mas conheci bem o Cazuza, porque frequentávamos os mesmos lugares e era mais ou menos da mesma turma. Gostava muito dele, era muito parceiro. Mas também exagerado  – recorda Mari, ressaltando que a produção do vídeo de “Burguesia” foi premiada em Nova York. https://www.youtube.com/watch?v=cBAZDJmbUb0