A Netflix é a queridinha de quem adora passar aquelas horas livres assistindo séries e filmes, mas, uma notícia divulgada na semana passada pode abalar a empresa. Conforme apurado pelo jornal Folha de São Paulo, o Ministério da Cultura pretende cobrar uma taxa da Condecine, que seria uma contribuição para o desenvolvimento da indústria cinematográfica, aos serviços de streaming. Em dezembro, o presidente Michel Temer já tinha sancionado a autorização de cobrança de ISS (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza). Ainda não está definido como o imposto será calculado, mas a cobrança do imposto pode acabar interferindo no valor cobrado mensalmente pelos serviços aos usuários. De acordo com o ministro da Cultura, Sérgio Sá, o governo está em negociação com o setor de streaming e busca diálogo. A ideia é definir a cobrança na próxima reunião com o Conselho Superior de Cinema, no dia 11 de abril. Caso não haja acordo, o prazo para resolver o impasse será adiado para junho. Serviços como Amazon Prime Video e HBO GO, Looke e GloboPlay também vão precisar pagar a taxa, caso ela seja aprovada.