O 6º Encontro de Veículos Antigos já tem data para acontecer: dia 30 de abril, na Arena Jaraguá. Promovido pelo Clube Autos & Clássicos do Vale, o evento contará com food trucks, cervejas artesanais produzidas na cidade e área de lazer para crianças e adultos.

Esta edição estava marcada para 2020, mas, por conta da pandemia, precisou ser adiada. O encontro anterior contou com três dias de atrações e mais de 500 veículos. Neste ano, devido à Covid-19, o evento será realizado em apenas um dia.

Segundo o presidente do clube, Marcelo Nasato, o objetivo do encontro é trazer mais uma opção de lazer para Jaraguá do Sul. Para esta edição, a expectativa é que participem em torno de 400 carros.

“É uma verdadeira viagem no tempo, possibilitando o reencontro com veículos clássicos para diferentes faixas etárias”, destaca Nasato.

O Autos & Clássicos do Vale é sem fins lucrativos, com sócios voluntários. O primeiro encontro de veículos antigos aconteceu em 25 de abril de 2015, com 285 carros presentes, de 17 cidades diferentes. Após aquele ano, a entidade se transformou em uma família.

Quem deseja expor o veículo no encontro deve pagar uma taxa de inscrição de R$ 40. Segundo Nasato, os participantes receberão certificado e brindes. Para a população em geral, a entrada será gratuita. O evento acontecerá entre 9h e 18h, na Arena Jaraguá, localizada na Rua Gustavo Hagedorn, nº 636, Bairro Nova Brasília.

Mais informações podem ser conferidas no Facebook Autos e Clássicos do Vale, ou pelo telefone (47) 99922-9679.

Sobre o Clube Autos & Clássicos do Vale

Fundado em 21 de agosto de 2014, surgiu da ideia de aventureiros que queriam tornar a paixão por veículos antigos maior e mais frequente no dia a dia das pessoas. No dia 6 de outubro do mesmo ano, foram selecionados 23 sócios e, atualmente, o clube conta com 40 associados.

Em 19 de julho de 2016, eles se filiaram à Federação Brasileira de Veículos Antigos (FBVA), trazendo a bandeira junto ao seu emblema. Já no dia 10 de outubro de 2016, conseguiram aprovar a lei que tornou o clube uma “utilidade pública”. Mensalmente, para quem tiver interesse, o grupo faz vistorias para conferir se os veículos se encaixam nos critérios para receber a “placa preta”, destinada para os que têm, no mínimo, 30 anos de fabricação.