Um dos cineastas mais longevos em atividade no país, além de compositor e músico, Sérgio Ricardo está sendo homenageado com uma seleção especial de seus filmes, que estão sendo exibidos desde quinta-feira (24) até domingo (27) no cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis.

São cinco produções, que incluem os longas: “Esse Mundo É Meu” (1964), “Juliana do Amor Perdido” (1970), “A Noite do Espantalho” (1974), e seu mais recente trabalho, “Bandeira de Retalhos” (2018), e o filme de estreia, o curta “Menino da Calça Branca” (1961) e o cineasta de 85 anos continua criando novos filmes.

As sessões estão marcada para às 20h e a entrada é gratuita. A Mostra Especial Sérgio Ricardo é uma parceria entre o Cineclube Unisul e o projeto de extensão da UDESC, com tutoria do professor Rafael Hagemeyer.

Confira a programação de filmes

Sexta-feira (25) – 20h

“Juliana do Amor Perdido”
Direção: Sérgio Ricardo - Gênero: Drama - País: Brasil - Ano: 1970 - Duração: 92 min - Classificação Indicativa: 10 anos
Em uma ilha, pescadores são explorados, através da crença em Juliana, uma virgem tida como santa. Mas ela conhece Faísca, o maquinista do trem e resolve fugir com ele.

Sábado (26) – 20h

"A Noite do Espantalho"
Direção: Sérgio Ricardo - Gênero: Drama - País: Brasil - Ano: 1974 - Duração: 100 min - Classificação Indicativa: 14 anos
Cordel Musical. No nordeste futurista brasileiro, um coronel contrata um jagunço para manter a ordem nas terras que ele pretende vender. Com a seca, um vaqueiro lidera os moradores para reclamar a sua parte da produção.

Domingo (27) – 20h

"Bandeira de Retalhos"
Direção: Sérgio Ricardo - Gênero: Drama - País: Brasil - Ano: (1968/2008) - Duração: 90 min
Morro do Vidigal, Rio de Janeiro, 1977. Os moradores são surpreendidos pela prefeitura, que decidiu desapropriar o local, alegando risco de deslizamento. Em meio a resistência dos moradores, desenrola-se um violento triângulo amoroso entre Neno, Tiana e Bituca.