Você já experimentou lulo, pitaia, cambucá, goiaba roxa ou siriguela? Todas essas frutas exóticas podem ser encontradas em um sítio 100% orgânico na localidade do Jacu-açu, entre Guaramirim e Massaranduba.
Os responsáveis pelo espaço são o casal Tomé Zimmermann, 65 anos, e Neuzeli de Lima Zimmermann, 56 anos. Eles compraram a área em 2008, quando começaram a cultivar as mudas. Hoje, já são mais de 1500 pés e 200 espécies diferentes.
Cambucá | Foto Eduardo Montecino/OCP
Com as frutas, eles também produzem geleias, temperos, licores, desidratados, conservas, melado e cachaça, que, inclusive, é fabricada no engenho que existe dentro do sítio.
Nas receitas, todos os ingredientes não contêm agrotóxicos. Os itens preenchem o estoque do casal e são comercializados em feiras orgânicas organizadas pela região.
Neuzeli aproveita as frutas para fazer geleias e licores, além de fabricar cachaça e melado no engenho próprio | Foto Eduardo Montecino/OCP
Espécies já comuns entres os brasileiros, como o pau-brasil, o jequitibá e a “fruta do milagre”, conhecida por alterar o paladar após determinado tempo, também estão presentes no sítio. “Sempre vai ter alguma fruta pra cuidar. Se tiver que acordar às seis horas da manhã, nós vamos. Às vezes, falta tempo pra cuidar de todos os pés”, aponta Zimmermann.
O objetivo do casal é que até 2020 o espaço esteja preparado para ser um sítio-escola, recebendo a visita de instituições e entidades para o ensino. Zimmermann, além de produtor, é presidente do Sindicato Rural de Massaranduba.
Pitaia | Foto: Eduardo Montecino/OCP)
-
LEIA MAIS:
https://poracaso.com/video-cumprimos-o-desafio-e-gastamos-r-20-no-mercado-publico/