Alegria, samba e uma tonelada de marisco para degustar e forrar o estômago. Essa é a receita básica do Marisco da Maria, um dos blocos mais tradicionais de Florianópolis.

A turma se reúne desde as 11 horas na estrutura montada na Rua Francisco Tolentino, ao lado do Camelódromo, antes de ganhar as ruas da Capital.

Para o presidente Luiz Carlos Zaia, o segredo do bloco é a alegria e o respeito aos foliões. Desde 1998, o Marisco da Maria dá a pitada de descontração para animar a festa de Momo.

 

As camisetas estão à venda no Trapiche Bar, no Mercado Público, ao preço de R$ 25, com direito a open food, ou seja, muito marisco para saborear. Não vai perder, né, o ixtepô!

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul