O ato de apadrinhar uma criança está repleto cuidado e carinho. Não é raro que as pessoas se emocionem quando recebem o convite para se tornar o padrinho ou a madrinha do filho de algum ente querido. Quem foi convidado, sabe que terá uma responsabilidade para vida inteira, mas que essa tarefa será cumprida com muito amor.

Agora, pense em quão especial seria apadrinhar uma criança ou um adolescente em situação de vulnerabilidade que foi retirado do convívio da família por conta de uma situação de abandono ou de violência? Você estaria contribuindo para tornar a vida dessa criança feliz novamente.

É com esse objetivo que o Abrigo Institucional – Unidade Baependi promove o programa de Apadrinhamento Afetivo. A ideia da iniciativa é garantir que as crianças e adolescentes que vivem no abrigo possam conviver periodicamente com adultos responsáveis e cheios de amor para dar.

Abrigo no bairro Baependi | Foto: Gabrielle Dias Figueiredo

Ao se tornar um padrinho afetivo, você poderá fazer passeios regulares com uma ou mais crianças e adolescentes do abrigo. Durante as saídas, você poderá levá-los para almoços, jantares, cinema, piqueniques e outras atividades. Tudo isso para incentivar a formação de um relacionamento afetivo baseado no respeito e no companheirismo.

Hoje, o abrigo de Jaraguá do Sul não possui padrinhos suficientes para todos que vivem lá. Se você tem o desejo de ajudar, pode contribuir em duas modalidades:

  • Apadrinhamento afetivo: você doa o seu tempo e compartilha momentos com as crianças e jovens do abrigo;
  • Apadrinhamento financeiro: você doa uma quantia em dinheiro ou pode se oferecer para pagar um curso, roupas, calçados etc.

O programa de Apadrinhamento Afetivo é essencial para que as crianças e adolescentes do abrigo redescubram o amor. Muitos deles enfrentaram casos de abuso ou de abandono dentro da própria família. Essa é uma experiência traumática que pode levar anos para ser superada.

Por isso, o principal conceito da iniciativa é incentivar a doação de tempo e de amor. Claro que quem está no abrigo também precisa de recursos financeiros e bens materiais, mas não há duvida de que o carinho ainda é a maior ferramenta de transformação que pode existir para eles.

Se você possui uma empresa, pode ajudar com o apadrinhamento de serviços oferecendo cortes de cabelo ou outras necessidades das crianças e jovens do abrigo. Um bom exemplo de apadrinhamento de serviços é o de uma professora que leciona aulas de interpretação e construção de textos na instituição.

Agora é a sua vez! Não existe um perfil padrão para ser um padrinho afetivo. Você pode apadrinhar sendo casado, solteiro, tendo filhos ou não. O importante é que você tenha o desejo de fazer a diferença! Converse com os seus amigos e com a sua família e contribua com o programa.

Se você tem interesse de virar um padrinho ou uma madrinha, a equipe está disposta a esclarecer as dúvidas que surgirem. Mais informações sobre doações e sobre o próprio projeto podem ser obtidas com o abrigo, nos telefones (47) 3371-0695 e  (47) 3371-2406 ou pelo e-mail acolhimento.baependi@jaraguadosul.sc.gov.br.