Elizabeth Warren, senadora e pré-candidata pelo Partido Democrata, parece não ter medo de enfrentar as grandes empresas de tecnologia como o Google, Facebook e a Amazon. Durante um evento neste fim de semana, ela afirmou que essas empresas se tornaram "grandes demais" e que precisam ser desmanchadas em negócios menores.

A proposta dela é que empresas que com faturamento anual superior a US$ 25 bilhões sejam proibidas de compartilhar dados de seus usuários com outras empresas.

Além disso, se um conglomerado tiver negócios muito parecidos (que poderiam ser concorrentes), eles deveriam ser separados. O caso mais aparente seria o do Facebook, dono do WhatsApp e do Instagram.

A ideia de desmanchar grandes empresas não é nova nos Estados Unidos.  Em 1983, o conglomerado de telecomunicações AT&T foi considerado monopolista na América do Norte e segmentado em sete companhias distintas.

Para colocar em prática o desejo de reduzir o poder dessas grandes companhias, Warren terá que vencer a disputa de 2020 que contará novamente com Donald Trump em busca da reeleição.

Fonte: Época Negócios

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?