Entre as várias ações que estão sendo desenvolvidas durante o Outubro Rosa, chama a atenção uma que é inédita.

Pela primeira vez os principais símbolos da campanha foram transformados em joias, que estão sendo comercializadas para reverter fundos para projetos da AMUCC - Amor e União Contra o Câncer.

Elas foram produzidas numa parceria com a joalheria D’Vie, que reverterá o lucro da venda para a causa.

São três pingentes de ouro 18 quilates, moldados a partir de desenhos do artista plástico Luciano Martins:

Pingente boneca | Foto Divulgação.

A boneca (com o simbólico lenço da cabeça, representando todas as mulheres tocadas pela doença);

Pingente luva de boxe | Foto Divulgação.

A luva de boxe (tema da campanha deste ano e que retrata a luta contra o câncer);

Pingente coração | Foto Divulgação.

E o coração (novo logotipo da entidade).

Os pingentes podem ser adquiridos no espaço Outubro Rosa, no Shopping Iguatemi, que funcionará até o dia 30 de outubro, diariamente até às 20h e por tempo indeterminado na loja da D’Vie, que segue o expediente do shopping.

Além destas vendas, um pingente da boneca em tamanho maior foi doado pela joalheria para leilão, que aconteceu no dia 16 de outubro.

O diretor da D’Vie em Santa Catarina, Eduardo Sanson, conta que há cinco anos a marca colabora com a campanha, sempre doando uma joia para leilão.

“Este ano então nos surgiu a ideia de criarmos joias personalizadas com os símbolos do Outubro Rosa. Decidimos fazer algo com bastante qualidade, e ao invés de um desenho em forma de placas simples, preferimos produzir em relevo e ficaram incríveis. Todos estão adorando!”, afirma Eduardo.

O diretor explica ainda que a empresa sempre fez questão da participar do Outubro Rosa e poder ajudar com a causa.

“Temos muito orgulho de fazer parte desse movimento tão importante para conscientização das mulheres para o diagnóstico precoce do câncer de mama e fomos agraciados com a energia positiva que tivemos nesse trabalho com a AMUCC”, comemora Sanson.

A diretora voluntária da AMUCC, Anna Maria Teixeira Müller, afirma que é crescente a cada ano o interesse de pessoas e empresas em ajudar com a causa.

“No caso destes pingentes da D’Vie foi algo muito especial, pois estas joias eternizaram os nossos símbolos e poderemos passar de geração em geração. E ainda ajudarão a arrecadar recursos para vários projetos, temos inclusive muitos engavetados por falta de verbas”, ressalta Maria.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp? Clique aqui