Foto Advance
Foto Advance

Os aplicativos como o Tinder tem facilitado a vida das pessoas mais tímidas que no caso de uma primeira conversa ser pessoalmente, teriam de enfrentar um grande barreira. O mesmo acontece com pessoas com deficiência.

Mas ainda existe outra barreira para essas pessoas nos apps de relacionamento. Em alguns casos, ao descobrir que o possível parceiro ou parceira tem uma deficiência, o usuário acaba se afastando.

Foi pensando nisso, que o brasileiro Ricardo Alonso Jorge criou o "Devotee", um aplicativo que funciona como um Tinder para pessoas com deficiência.

Depois da separação, o fundador, que também é deficiente físico, queria um aplicativo de relacionamento para pessoas assim como ele, como não existia nenhum, revolveu criar ele mesmo.

O app também é para os chamado "devotees", palavra que designa pessoas que se sentem atraídas por indivíduos com deficiência física.

Desde o ano passado o projeto estava em fase de testes e na próxima semana (entre os dias 13 e 16), deve ganhar algumas melhorias, durante a Feira Internacional de Tecnologias em Reabilitação, Inclusão e Acessibilidade, a Reatech.

Fonte: Época Negócios

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?