“Banana doce por natureza”. Esse foi o slogan escolhido para marcar uma conquista histórica para Corupá e região. No dia 22 de setembro a Associação dos Bananicultores de Corupá (Asbanco) apresentou a logomarca da Indicação Geográfica (IG) que reconhece a banana produzida na região de Corupá como a mais do doce do Brasil.
Além de Corupá, os municípios de Schroeder, Jaraguá do Sul e São Bento do Sul também fazem parte desse projeto. Em 2015, essa região teve 8.885 hectares de produção, 249 mil toneladas de banana comercializada, nove mil toneladas exportadas, gerando R$50 milhões.
ig-banana-mais-doce-do-brasil
Segundo o jornal A Notícia, Corupá foi a segunda cidade do País e a primeira de Santa Catarina que mais produziu banana no ano passado. Foram 152 mil toneladas colhidas, ficando atrás apenas de Bom Jesus da Lapa (BA), que produziu 171 toneladas. O levantamento foi divulgado pelo IBGE, com a lista da produção agrícola municipal. Na bananicultura, entre os 20 maiores produtores do País, também estão Luiz Alves (3º do país), Massaranduba (15º) e Jaraguá do Sul (17º). Entre os Estados, Santa Catarina é o quarto que mais produziu a fruta.
O trabalho em busca do selo começou há 11 anos pela Associação, mas há cerca de um e meio - com a parceria do Sebrae - entrou em processo final, que resultou em um dossiê técnico de 703 páginas, que comprova que a banana produzida aqui realmente possui características específicas que a deixam mais doce. Agora, a IG já está registrada no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi).
“A nossa banana também possui alto teor de potássio, o que torna o alimento ideal para atletas, por exemplo”,  explica Eliane Cristina Muller, diretora executiva da Asbanco.

Entenda mais sobre a Indicação Geográfica

Indicação Geográfica (IG) é quando um produto é identificado como originário de uma região ou quando determinada qualidade ou característica do produto seja essencialmente atribuída à sua origem geográfica.
É uma indicação que demonstra que um produto é patrimônio regional, onde normas e regras específicas já estão organizadas para preservar esta identidade.
apresentacao-ig-banana
Apresentação da IG. Foto: Divulgação Asbanco
É critério básico que ele já seja parte da cultura do povo, tenha uma história de vínculo com as pessoas e esteja dentro de uma determinada área demarcada.
Este conceito é muito antigo, foi surgindo aos poucos e sendo necessário para proteção do patrimônio cultural ao longo do tempo. Uma das mais antigas indicações é a do Vinho do Porto, em Portugal, e uma das mais famosas, Champagne, na França.
A conquista da região de Corupá trata-se da primeira Denominação de Origem(DO) de produtos do Estado de Santa Catarina e da primeira Denominação de Origem (DO) de Banana do Mundo.
-
Foto capa: Divulgação Asbanco/ Leonardo Vieira