Tem mais gente no mundo artístico representando Jaraguá do Sul nesse Brasilzão afora! A atriz Kattieli Gerhardt Faleiro, de 27 anos, será protagonista de um filme nacional, produzido em São Paulo.

Leia mais: Simone & Simaria confirmam turnê catarinense

O nome do longa metragem é “Portal dos Sonhos”, e é inspirado em fatos cotidianos e tem como tema principal o suicídio. Assista ao trailer:

Segundo Kattieli, a mudança para São Paulo foi no tempo certo para conseguir o papel que mudaria a sua vida.

“Sinto que esse projeto e personagem eram pra mim. O trabalho da Associação Lunares é incrivelmente admirável e o suicídio é um assunto muito sério e precisa ser falado.”,

A estreia do filme está marcada para o dia 29 de agosto, às 20h30, com sessão especial no Caixa Belas Artes em São Paulo. Clique aqui para acompanhar a página do as novidades do longa no Facebook.

Atualmente Kattieli mora em São Paulo e vive da arte. Ela atua em peças de teatro, musicais e faz trabalhos de personagens vivos em eventos. Esporadicamente ela também dá aulas de teatro e música.

Mas apesar de ter se mudado, parte da família continua vivendo aqui na cidade.

Set de gravação do filme. | Foto Divulgação

Kattieli fez faculdade de música em Blumenau, mas apesar de amar música, a primeira opção sempre foi Artes Cênicas.

“Na época eu tinha muitos medos e receios da profissão, de ter que mudar pra São Paulo ou Rio, por exemplo”.

Há 7 anos ela não se imaginava onde está agora, pois tinha uma vida muito estável financeiramente por aqui. Era concursada na prefeitura, lecionava música nas escolas públicas e na escola de música Casa e Cultura.

“Eu amava dar aula de música, muito! Mas sempre faltava alguma coisa”, complementa.

Amor pelo teatro e cinema

Desde pequena ela demonstrava o amor por cinema e teatros. Montava peças ou cenas em casa com os amigos, brincava de fazer cinema e pedia para os pais assistirem. Os trabalhos de escola, então, sempre envolviam peças de teatro.

Mas foi em 2014 que ela decidiu enfrentar os medos e correr atrás dos sonhos. Fez diversos cursos e trabalhos na área do teatro pra conseguir emitir o registro profissional de atriz em Florianópolis.

Kattieli durante atuação para o filme. | Foto Divulgação

E, mais tarde, se mudou para SP, capital. Mas como não tinha nenhuma experiência com cinema, começou a buscar oportunidades.

“Eu estava em São Paulo há um ou dois meses e entrei num site chamado Guia do Ator. Lá eu vi que a Associação Lunares estava a procura de atores e eu me inscrevi”, conta a atriz.

Para ela, a experiência com o filme foi única, pois além de ter sido o primeiro trabalho em SP, ela aprendeu muito e foi o primeiro contato com o cinema.

Esta também é uma cena do filme, que mostra a protagonista jaraguaense. | Foto Divulgação

“Foi uma uma enorme responsabilidade receber o papel de protagonista. O projeto também influenciou muito na minha vida pessoal, fez eu ver as coisas de uma maneira completamente diferente, porque o que eu senti ensaiando e gravando foi intenso, arrepiante e emocionante”, relembra.

A Lunares é uma associação sem fins lucrativos e trabalha lutando contra o suicídio há mais de 30 anos.

O que esperar do futuro?

O trabalho no cinema foi o que Katti precisava para se sentir realmente segura do que queria e quer para o futuro. Ela ainda espera que venham cada vez mais projetos, tornando-a conhecida, pois é o que faz diferença na carreira de um artista.

“Eu faço musicais de pequeno porte e pretendo estudar mais pra conseguir participar dos maiores. Quero muito trabalhar na TV e me aprofundar no cinema, mas estou muito feliz com tudo que já conquistei, é fruto de muito esforço e dedicação. Vou lutar pra conquistar muito mais!”, afirma.

-

Quer receber as notícias do Por Acaso no WhatsApp? Clique aqui!