A atriz Camila Pitanga usou seu perfil no Instagram para comemorar o Dia da Conquista do Voto Feminino no Brasil, celebrado no último dia 24.

Entre as fotos utilizadas para ilustrar este marco da democracia brasileira, a artista escolheu uma foto que tem relação direta com a história de Jaraguá do Sul.

 

 

A imagem em questão é uma reprodução do título eleitoral de Alvina Bortolini Panstein, uma das primeiras mulheres jaraguaenses a exercer o direito do voto.

Foto Arquivo Histórico

Naquela época, ela era uma das poucas mulheres aptas a votar no município depois de um grande cadastramento eleitoral realizado em 1957, ano que consta no título de Alvina.

Não existem muitas informações sobre a jaraguaense, mas pelo documento, é possível saber que ela nasceu em 1919, era doméstica e morava na Barra do Rio Cerro.

Homenagem às eleitoras

Na publicação que acompanhou a foto do documento da jaraguaense Alvina Bortolini Panstein, a atriz Camila Pitanga reforçou a importância do voto feminino.

"Quando perguntarem porque devemos lutar mais e mais por mulheres na política, pela participação feminina nos debates públicos, precisamos lembrar dessa data e que há menos de um século, o simples direito de escolher quem iria nos governar, nos era proibido", escreveu.

"Direitos são conquistados através de muita consciência e luta. Entender que o acontece hoje, já aconteceu, é um passo pra transformar o futuro. Vote, celebre na urna a memória de todas que vieram antes de nós", completou.

História do voto femino em Jaraguá do Sul

Jaraguá do Sul também acompanhou as mudanças e conquistas das mulheres, prova disso é o registro de Alvina como eleitora.

Ela, porém, não era a única mulher registrada e apta para votar no município quando o voto feminino ainda era um tabu.

Se você quer conhecer mais sobre a história do empoderamento democrático das jaraguaenses, confira a matéria especial "Quando as mulheres jaraguaenses começaram a votar?" do Por Acaso.