O espetáculo "A Descoberta das Américas", texto do italiano Dario Fo, já passou duas vezes por Joinville, deixando plateias lotadas de queixo caído com a performance do carioca Julio Adrião. Então ficou claro o porque dele ter sido eleito melhor ator no prestigioso Prêmio Shell, em 2005: sua interpretação do malandro que embarca na caravela de Cristovão Colombo e acaba no Novo Mundo é um tour de force que impressiona pela expressividade corporal e o senso cômico. Pois Adrião voltará à cidade nos dias 2 e 3 de junho para ministrar, na sede da Associação de Moradores do Bairro Itinga (Amorabi), a oficina O Ator no Solo Narrativo, que consiste numa pesquisa prática sobre o trabalho de criação do ator numa narrativo solo, com enfoque na expressão física. São 16 horas/aula no total. Atores e contadores de história são o alvo de Adrião, que também é produtor e diretor teatral e desenvolve a oficina desde 2007. As inscrições já estão abertas. Os detalhes estão AQUI.