Um cantinho do Calçadão de Jaraguá do Sul acaba de ficar ainda mais colorido.

A Alameda 25 recebeu uma pintura em grafite em uma parede de 18 metros de largura por 8 metros de altura. O responsável pela obra foi o artista plástico, grafiteiro, tatuador e bombeiro militar, Mário Peretto Salerno.

Há sete anos na cidade, ele foi contratado em novembro do ano passado pela imobiliária responsável pela galeria para produzir uma arte que remetesse ao Beco do Batman, em São Paulo, para que as pessoas visitassem o lugar para observar as pinturas.

Inicialmente a pintura ficaria desta forma, mas o artista sugeriu aumentar o desenho e ai mobiliaria gostou da ideia | Foto: Divulgação/Arquivo pessoal

Inicialmente, o trabalho seria apenas na parte inferir da parede, com a altura de dois metros, mas ao longo da pintura as cores tomaram conta do paredão e os desenhos subiram até o topo.

Os desenhos são cheios de significado para a região e vão desde animais como sabiá, tucano, peixes, entre outros, que representam a fauna local, até os morros e parapentes que representam os esportes nas alturas praticado por aqui.

Resultado final do painel | Foto: Divulgação/Arquivo pessoal

Quando surgiu a ideia de deixar a parede inteira mais colorida, o desenho também teve que ser aumentado.

"Foi aí que coloquei um coração no centro, que significa o amor do povo da região pela terra e também traz um pouco da questão da saúde, que no geral achei muito boa quando vim morar aqui", contextualiza Mário.

As representações não param por aí! Há um bombeiro com uma criança no colo, que simboliza o voluntariado dos jaraguaenses, uma mulher tocando violino, para representar a cultura criada pelo Femusc, um senhor capinando, para lembrar da agricultura familiar entre outros.

Foto: Divulgação/Arquivo pessoal

O mural de cerca de 130 m² foi pintado usando apenas tinta spray.

"Se tivesse feito com rolinho e pincel seria bem mais fácil porque antes eu já pintava em tela, mas como a parede estava toda chapiscada tinha que ser com spray", comenta o grafiteiro.

Artista plástico há quase dez anos, Salerno conta que esta foi a primeira vez em que fez um painel tão grande sozinho.

São mais de 65 horas de pintura, mas contando com outras tarefas, como, montar andaimes, organizaras tintas, arrumar iluminação para a noite, somam mais de 100 horas de produção.

Foto: Divulgação/Arquivo pessoal

Mário começou nas artes em telas em Florianópolis, onde nasceu, e até realizou algumas exposições. Depois migrou para as tatuagens e hoje também é artista plástico e grafiteiro.

Ele conta já ter recebido comentários sobre a obra na Alameda 25 e todos foram positivos. "Eu me crítico bastante e acredito que só assim a gente cresce, porque se ficarmos pensando que está bom, não vamos atrás de evoluir", menciona.

E você, já viu como o lugar ficou agora?

Basta passar na galeria para visualizar essa belíssima arte. A alameda fica próxima ao Museu Emílio da Silva, no Calçadão, em Jaraguá do Sul.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul