O ar condicionado é um dos eletrodomésticos de maior consumo de energia. Devido à potência necessária para o seu funcionamento, é um dos principais responsáveis pelo aumento na conta de energia.
No verão, quem tem o aparelho em casa dificilmente consegue ficar com ele desligado. Mas dá para encarar os dias de calorão sem estourar a conta de luz. Saiba como passar o verão na boa, sem tomar sustos quando a fatura de energia chegar.
1 - Escolha a potência adequada para o ambiente
Escolher corretamente a potência do equipamento para o tamanho do ambiente vai fazer você evitar desperdício. Os sites de algumas fabricantes disponibilizam uma calculadora online para o cálculo aproximado da capacidade (BTU/h), levando em consideração a área, a quantidade de pessoas, a orientação geográfica, a presença de janela, cortinas e potências de outros equipamentos.
2 - Prefira modelos com tecnologia inverter
Os modelos com tecnologia inverter alcançam a temperatura desejada mais rapidamente e mantêm a mesma por todo o tempo de uso. Eles também regulam os picos de flutuação de energia alternando a velocidade do aparelho, o que permite uma economia de energia de 30% a 60%.
3 - Confira o consumo de energia antes da compra
As tabelas do SELO PROCEL e ENCE/INMETRO contêm o consumo de energia de todos os tipos e modelos de ar condicionando presentes no mercado, calculados por uma hora com uso mensal. Nos sites www.procelinfo.com.br e www.inmetro.gov.br você consegue obter essas informações. Pesquise antes de comprar.
4 - Instale o aparelho corretamente
Se for possível, instale o ar condicionado em local que não fique exposto ao sol. Os aparelhos instalados na área externa devem ter proteção, mas tenha cuidado para não bloquear a ventilação. Instale-os em pontos mais altos da casa e associe o uso do ar condicionado ao de ventiladores de teto. Assim, você diminui o funcionamento do ar e economiza energia.
5 – Feche portas e janelas
Nunca utilize o ar condicionado com o ambiente aberto. Isso dificulta o resfriamento e, consequentemente, o aparelho terá que “trabalhar” mais para gelar o local, aumentando o consumo de energia. Mantenha portas e janelas bem fechadas para evitar entrada externa de ar.
6 - Regule o termostato
Verifique se o termostato está funcionando corretamente e regule de forma adequada. Quanto menor a temperatura do termostato, maior o consumo energético. O ideal é ficar entre 22°C a 24°C, pois a diminuição da temperatura pode aumentar o consumo em até 7% por grau de redução de temperatura.
7 - Mantenha os filtros limpos
Limpe regularmente os filtros. Além de economizar energia, ajuda a manter a qualidade do ar do ambiente, evitando doenças. O filtro sujo pode ser um meio de propagação de bactérias. Limpe o filtro de dois em dois meses, em média. Se o ambiente for muito empoeirado, a limpeza pode ser feita semanalmente.
Fonte: G1