Você já ouviu falar em Apadrinhamento Afetivo? Não? Imagine que na sua cidade existe um abrigo institucional, que acolhe judicialmente e atende diariamente crianças e/ou adolescentes em situação de vulnerabilidade. Agora, imagine que você pode receber alguma dessas crianças no seu dia a dia, e compartilhar momentos de alegria e diversão levando-a para o cinema, passeios, um dia entre amigos ou até um piquenique, por exemplo. Pois é, isso existe em Jaraguá do Sul, e hoje vamos te mostrar o progresso desse projeto muito importante e maravilhoso que acontece no Abrigo Institucional – Unidade Baependi. Temos certeza que essa iniciativa vai te inspirar. <3
apadrinhamento-afetivo
Foto: Divulgação
Regulamentado em julho de 2015, atualmente o projeto conta com 22 famílias jaraguaenses cadastradas, que já recebem as 11 crianças aptas a participar da iniciativa. O abrigo possui 15 adolescentes, de 11 a 17 anos, e para participar, é preciso que ele esteja destituído pelo Estado ou possua chance remota de adoção. Ou seja, hoje, o projeto está com 100% de funcionamento, podemos dizer.
“Com o apadrinhamento afetivo nós sentimos uma melhora significativa na vida deles, principalmente na escola, onde os alunos melhoraram seu desempenho. Assim, eles têm um vínculo, uma referência”, conta Babiani Buzzi Moreira, psicóloga no local.

Carinho transforma

Pessoalmente, sempre acreditei nisso, e o dicionário Michaelis confirma: um dos significados de família é “pessoas do mesmo sangue ou não, ligadas entre si.” Precisa mais do que o amor pra considerar alguém da família? No abrigo, isso foi colocado à prova da maneira mais bonita!
Babiani dividiu com a gente que em agosto deste ano, duas adoções foram realizadas por meio do projeto. Um menino de 12 anos e uma menina de 14 estavam há menos de seis meses inseridos no projeto e foram adotados. Duas famílias jaraguaenses agora podem dar, de maneira integral, toda atenção e carinho para eles. Que tal propagarmos esse projeto para que mais pessoas tenham acesso a ele?
--
Você pode entender mais sobre o projeto neste post aqui. Além do apadrinhamento afetivo, também é possível participar do Apadrinhamento Prestador de Serviço (que hoje conta com cinco participantes) e financeiro (nenhum participante fixo no momento).
Mais informações sobre doações e sobre o próprio projeto podem ser obtidas com o abrigo, no telefone (47) 3371-0695/ (47) 3371-2406 ou pelo e-mail acolhimento.baependi@jaraguadosul.sc.gv.br.
-
Foto capa: Ilustrativa/projeto Big Brother nos EUA