"Que Deus te receba de braços abertos meu pai amado." Assim o filho João Paulo Slvino, o caçula do ator e comediante Paulo Silvino anunciou na manhã desta quinta-feira a morte do pai em sua rede social no Faceboook. Silvino, que há anos lutava contra um câncer no estômago, morreu em sua casa, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, logo no início da manhã. O ator, de 78 anos, chegou a ser submetido a uma cirurgia no ano passado, mas o câncer se espalhou.

Segundo o site G1, o artista estreou na TV Globo em 1966, apresentando o Canal 0, programa humorístico que satirizava a programação das emissoras de TV. Mas sua vivência no meio artístico vinha de longa data. Filho do  o comediante Silvério Silvino Neto, conhecido por realizar paródias de figuras públicas no Brasil dos anos 1940 e 1950, ele cresceu nas coxias do teatro e nos bastidores da rádio. Paulo Silvino também mostrava talento para a música, revelado durante as aulas que tinha com a mãe, a pianista e professora Noêmia Campos Silvino.

“Eu nasci nisso. Com seis, sete anos de idade, frequentava os teatros de revista nos quais o papai participava. Ele contracenava com pessoas que vieram a ser meus colegas depois, como o Costinha, a Dercy Gonçalves.”, disse o ator em entrevista ao Memória Globo.

Ultimamente, o ator vinha se ressentindo de não ser mais convocado para o Zorra Total, o humorístico da Globo onde interpretou personagens inesquecíveis como o porteiro Severino.