Em agosto, o Zoo Pomerode ganhou mais um ilustre integrante. No dia 13, nasceu o terceiro filhote de um casal de bugios-ruivos, espécie que está ameaçada de extinção. Agora, quem visita o espaço pode observar mãe e filho andando agarrados pelas árvores do ambiente onde vivem.

Segundo explica Cezar Santos, biólogo do maior zoológico de Santa Catarina, a reprodução desta espécie é fundamental para a sua conservação.

“Vemos com muita esperança o nascimento deste filhote, especialmente nesse momento de alta mortalidade provocada pela febre amarela em várias regiões do país. Assim como nós, o bugio é uma vítima desta doença, que é transmitida pelo mosquito vetor. E também ficamos alegres por poder acompanhar a recuperação e convivência dos seus pais, que estão aqui no Zoo por outros problemas muito comuns no Brasil, como maus-tratos e tráfico de animais”, completa.

O pai chegou ao Zoo em 2014, depois de ser resgatado em Pomerode pela Polícia Ambiental, com uma fratura na pelve. Durante o período de tratamento, ele recebeu exercícios direcionados para a recuperação dos seus movimentos. Embora tenha melhorado, as sequelas do machucado o impedem de voltar ao meio ambiente.

Foto Divulgação

Já a mãe está no local desde 2012, vinda de um centro de triagem que abriga animais silvestres recuperados de tráfico ou contrabando e que sofreram maus-tratos.

Quer conhecer a família de bugios? Então, chame os amigos e a família para visitar o Zoo que fica aberto diariamente das 8h às 18h, na rua Hermann Weege, 180, no Centro de Pomerode.

Quer receber as notícias no WhatsApp?