Nesta quarta-feira (12), 240 estudantes de 1º a 5º ano do ensino fundamental da Escola de Educação Básica Professor Gustavo Augusto Gonzaga, em Joinville, lançam o livro “Como Cabe História nesta Sacola!”, que reúne produções de todas as crianças. É a última etapa de um projeto realizado em 2018, quando os alunos trabalharam os livros do escritor Jura Arruda, que estudou na escola 30 anos atrás.

As atividades foram iniciadas no fim do primeiro semestre, quando o autor foi convidado pela assistente técnica pedagógica Deisi Alberton Feler para ir à instituição de ensino, localizada no bairro Saguaçu, para conversar sobre literatura com os alunos.

"Eu estou a um ano aqui na escola, mas investiguei o que era feito antes e havia o projeto da Sacola Literária, no qual a criança leva os livros em uma sacola para casa, lê com a família e faz o registro. Eram sempre livros de autores como Ziraldo, Maurício de Souza, pessoas que é praticamente impossível trazer para falar com os alunos. Então, eu sugeri que trabalhássemos com um escritor da cidade", conta Deisi.

Ao chegar, Jura Arruda (de camiseta amarela na foto no alto) surpreendeu a coordenadora e as professoras das séries iniciais do Ensino Fundamental ao revelar que já foi aluno da EEB. Prof. Gustavo Augusto Gonzaga: em maio de 1984, quando mudou de São Paulo para Joinville aos 13 anos de idade, a sexta série do colégio estadual foi a primeira referência da cultura joinvilense, e o remédio para afastar as saudades dos amigos e das expectativas que ficaram na capital paulista.

"Vir para Joinville aos 13 anos representou, para mim, quase como mudar de país. Além de ser uma experiência muito nova, é uma idade em que tudo é muito à flor da pele. Voltar à escola mais de 30 anos depois e ver o campinho onde eu jogava bola, a quadra onde eu ganhei medalha de prata no vôlei, foi uma volta ao passado mesmo", recorda Jura Arruda.

Ter um ex-aluno que tornou-se escritor foi um dos propulsores para o projeto acontecer. Dez professoras, entre titulares e auxiliares, dedicaram-se a criar atividades para despertar a imaginação e a reflexão das crianças de seis a 11 anos para, além do aprendizado da língua portuguesa, também desenvolverem o pensamento crítico e a criatividade.

Foram trabalhados cinco dos sete livros infantis já lançados por Jura Arruda: Fritz, um Sapo nas Terras do Príncipe; sua continuação, Fritz, Olha o Trem!O Vento que me VoaUma Árvore que dá o que Falar; e o mais recente, Dona Zica Roda Mundo, lançado em 2018.

Depois, assim como os familiares dos estudantes de segundo a quinto ano, reuniram-se com a diretoria da escola para, como em um comitê editorial, definir a viabilização da publicação desta antologia. Eles arcaram com as despesas e entregaram a responsabilidade de edição da obra dos escritores mirins ao próprio Jura Arruda, que realizou a coordenação editorial e a revisão final da obra.

Os livros estão sendo comercializados na diretoria da escola a R$ 22. O lançamento será no auditório da Faculdade Censupeg, com direito a sessões de autógrafos dos novos escritores.

Texto: assessoria de imprensa.