Ninguém vai conseguir parar o alpinista jaraguaense Hélio Fenrich! No último domingo (26), ele embarcou para mais uma aventura solitária, dessa vez rumo ao topo da montanha Elbrus, na Rússia, de 5.640 metros de altitude.
Com 40 anos de idade, ele viajou com o mochilão pronto para encarar a aventura que começa com o voo de Curitiba até Moscou. De lá, o trajeto o levará para Minerali Vody, cidade próxima a 180 quilômetros da base da Elbrus. No dia 28, segue até o vilarejo de Tekskol, onde vai se preparar para a difícil subida depois de três dias.
Mt_Elbrus_Caucasus (1)
Monte Elbrus, na Russia (Foto: Divulgação)
Este será o segundo escalado por Fenrich dentro do ‘Projeto Sete Cumes’. No ano passado, o alpinista subiu o famoso Aconcágua, na Argentina, e, até 2021, ele ainda pretende conquistar o Kilimanjaro, na África, o McKinley, na América do Norte, o Everest, na Ásia, o Carstensz, na Oceania, e, por fim, o Vinson, na Antártica.
O percurso do projeto Sete Cumes, foi criado originalmente pelo norte-americano Dick Bass, em 1985, e já foi concluído por sete brasileiros. Hélio é o primeiro catarinense a aderir ao desafio, com prazo de execução de até sete anos.
Helio - exposição JSPS - arquivo pessoal
Hélio no Aconcágua, com quase sete mil metros de altitude. (Foto: Arquivo pessoal)
Coordenador de vendas da Raumak, o montanhista conta com patrocínio e apoio da empresa, com sede na Ilha da Figueira. Ele estima que o custo para subir ao cume do Elbrus deve chegar a R$ 7 mil. Nascido em Toledo, Paraná, e radicado em Jaraguá do Sul há 27 anos, Hélio é casado com a programadora de produção Salete e pai de Eduardo, de 13 anos que, segundo ele, dão total apoio à aventura.
1488179_438256506302929_1387090060_n
Foto: Aquivo pessoal
Fontes: Entrelinhas e Heloísa Jahn/OCP Online
Foto de capa: Divulgação