O Bairro Nereu Ramos, que faz limite com Corupá, ganhou esse nome em 5 de julho de 1968 por força da Lei nº 194, aprovada pela Câmara de Vereadores e sancionada pelo prefeito Victor Bauer. Até então a localidade se chamava Retorcida, um alusão às muitas curvas do Rio Itapocu naquela região. Também era esse o nome da primeira estação ferroviária do lugar, inaugurada em 1910. Vinte e sete anos depois um novo prédio foi inaugurado pelo governador e interventor federal do Estado, Nereu Ramos, em homenagem a ele próprio. Tamanho máximo para as casas de madeira A Lei nº 295, de 4 de março de 1971, aprovada pela Câmara de Vereadores e sancionada pelo prefeito Hans Gerhard Mayer, estabelecia em 150m² o tamanho máximo para as casas residenciais construídas exclusivamente em madeira. Por questões de segurança, fora do padrão estabelecido, a Prefeitura não concedia o alvará. Declaração de amor
Propaganda para o Natal de 1968 com dicas de presentes da Walita. A importância dos eletrodomésticos no lar traduziam “uma declaração de amor”, segundo a campanha. O design dos produtos mostrava uma verdadeira “era de ouro” para a Walita.
Na Hansa Humboldt Fritz Hofmann era um alemão apaixonado por fotografia. Por duas vezes morou em Corupá, ainda nos tempos em que o lugar se chamava Hansa Humboldt, uma referência à empresa que trazia imigrantes alemães para o Brasil. Porém, encantado com Joinville, foi lá que ele fixou residência em 1924. O arquivo histórico municipal da chamada “Manchester Catarinense” tem um vasto acervo fotográfico produzido por Hofmann. Inclusive o registro dessa foto, dele próprio, mostrando a mudança da própria família para Joinville. (Antigamente em Hansa Humboldt/foto postada por Fabio Krawulski Nunes)