Em abril de 1928 (há 90 anos), o OCP destacava a construção do Cisto Redentor no Morro do Corcovado, no Rio de Janeiro. O texto diz que para assentamento do monumento, foi preciso preparar o local com fortíssimos paredões de cimento armado em torno do pico. Até a sua base, os materiais eram conduzidos em vagões da E.F. Corcovado. Depois, até o alto do pico, três grandes guindastes faziam o trabalho. As características do monumento, de acordo com a nota, seriam: altura total visível de 38 metros e somente a estátua, 30 metros. O Cristo Redentor foi construído entre os anos de 1922 e 1931. É feito em concreto armado e pedra-sabão e considerado uma das sete maravilhas do mundo moderno.

A cabana do pai Thomaz

Em abril de 1929, o OCP anunciava “a super máxima da cinematografia”, com estreia marcada para 3 de maio.
Nota publicada pelo OCP em 1929 | Foto Arquivo/OCP