Foto Divulgação/Confra
Foto Divulgação/Confra

Quem conhece a Confra sabe que há duas coisas que o restaurante mais preza. A primeira é a qualidade superior de todos os seus produtos, não apenas nas carnes, mas também na procedência de tudo que é levado a mesa, com preparações mais saudáveis possível, com a menor interferência industrializada possível e valorizando a produção local, numa política de encurtar o caminho de quem produz com quem degusta.

A segunda é o relacionamento com seus clientes. Além do atendimento diferenciado de toda a equipe no salão também é normal encontrar a Teka ou seu filho João Pedro (os dois sócios da casa) cumprimentando os clientes e garantindo que todos estejam satisfeitos com seus pedidos e com a experiência que o restaurante propõe.

Críticas e sugestões são sempre incentivadas, a Confra até realiza mensalmente um sorteio de um rodízio de churrasco entre todos os participantes da sua pesquisa de satisfação e, alguns pedidos começaram a se tornar recorrentes: um pãozinho de entrada.

Foto Divulgação/Confra

Pãozinho caseiro!

Se você já começou alguma dieta ou se consultou com alguma nutricionista sabe que, uma das primeiras coisas a serem cortadas da dieta é o pão. Também pudera, hoje o processo de fermentação acelerada provocado nos pães é fruto de inúmeros estudos e (principalmente) preocupações relacionadas a alimentação e seus reflexos no corpo.

Quem gosta de ler as embalagens dos produtos já deve ter se assustado com a quantidade de produtos químicos contidos em tão pequena embalagem plástica. A questão é que, nem tudo que hoje é comercializado como ‘pão’ é, de fato, pão.

Foto Divulgação/Confra

Diferentemente de refrigerantes, por exemplo, que nunca vão ser considerados comida de verdade, o pão comercial mora numa fronteira entre alimento processado e ultra processado – sendo esse último o vilão da alimentação ocidental moderna.

Até mesmo o prof. Carlos Monteiro, do Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde da Faculdade de Saúde Pública da USP e coordenador do Guia Alimentar para a População Brasileira, concorda: pão industrializado é um alimento difícil de classificar.

Então surgiu o desafio: como conciliar a política de qualidade que incentiva o consumo consciente de alimentos menos industrializados possíveis e mais saldáveis em um produto tão bem quisto como o famoso pão quentinho com manteiga? Seria possível?

Foto Divulgação/Confra

A dificuldade em encontrar um ponto de equilíbrio era grande, mas não impossível. A Confra então iniciou um processo de pesquisa que durou aproximadamente 6 meses e que incluiu visita técnica a uma fábrica de farinha, estágio em estabelecimento especializado e inúmeros testes que culminaram na inclusão de um pão de fermentação natural no cardápio 2019 da Confra.

Diferentemente dos pães convencionais, o pão de fermentação natural não leva nenhum produto químico na composição. O fermento é completamente natural e demora 5 dias para começar a trabalhar e mesmo após este período ele precisa ser alimentado diariamente.

Como é feito

A massa é composta basicamente por farinha e água com a adição do fermento natural que após misturado precisa descansar por aproximadamente 30 horas.

Além do processo ser muito mais lento também é muito mais delicado com a feitura do shape, isto é, a massa precisa ser dobrada de forma específica para que os gases resultantes da fermentação sejam mantidos no interior do pão e conservem a textura fofinha da massa após sair do forno. Entre uma etapa e outra a massa precisa descansar e mais tempo é adicionado ao preparo.

Para a Confra todo este trabalho compensa, o resultado é um pão crocante por fora e macio por dentro, bem aerado e repleto de alvéolos.

Foto Divulgação/Confra

Além do sabor diferenciado a saúde também agradece, a lista de benefícios inclui vitaminas B6, ácido fólico, controle do açúcar no sangue, um valor nutritivo maior, antioxidantes e graças à boa quantidade de probióticos é uma excelente opção aos intolerantes ao glúten, benefícios infinitamente superiores ao tradicional pãozinho com manteiga.

A Confra serve seu pão de fermentação natural como entradinha ou acompanhamento em qualquer horário do seu atendimento, de terça a sábado das 11h30 as 14h e a partir das 18h30.

O restaurante fica na Av. Prefeito Waldemar Grubba, 1317, no Baependi. O telefone para reservas é o 3275-1449. Mais informações sobre a Confra podem ser conferidas na página do restaurante no Facebook, perfil no Instagram ou no site.