Você ouve o telefone tocar e, de novo, é aquele número esquisito de Brasília ou São Paulo (afinal não conhece muita gente de lá). Aí, para tudo o que está fazendo para atendê-lo e, quando finalmente diz “alô”, não tem resposta. E o pior: eles desligam na cara sem falar nada, absolutamente nada!

giphy

Se você acha que isso é uma perseguição contra você, acredite, mais pessoas sofrem com o mesmo tormento. Mas, calma, não deve ser nenhum maluco tentando te matar, nem mesmo uma criança desocupada passando trote (ou talvez seja).

Muito provavelmente, o que acontece é que seu número está sendo usado por um sistema de telemarketing, feito para atingir a maior quantidade possível de consumidores.

4-2-758x506
Foto: Divulgação

Segundo "entendedores do assunto", um sistema disca automaticamente para vários contatos ao mesmo tempo, e que estão em uma lista de mailing. Esse sistema é adotado por algumas empresas para garantir que os profissionais de telemarketing tenham pouco tempo ocioso e o tempo de trabalho melhor aproveitado.

Daí, quando o dono do telefone atende (ou, nesse caso, você), fica alguns segundos em silêncio e a chamada é direciona a um dos atendentes.

No entanto, como o sistema liga para vários clientes ao mesmo tempo, e não tem atendente pra todas as ligações, ele fala com o primeiro que atende e todas as outras chamadas são ignoradas até caírem. Dá pra acreditar? :O

O que fazer?

Embora o sistema seja bastante polêmico, a verdade é que cada vez mais empresas adotam essa técnica, sem se preocupar com o incômodo causado aos clientes, que podem receber várias ligações mudas na mesma semana ou até no mesmo dia.

A notícia boa é que existe uma forma de barrar esse tipo de abuso. Se você não quer mais receber chamadas mudas, a melhor opção é apelar para o cadastro para bloqueio do recebimento dessas ligações.

Em Santa Catarina, é através do Procon que esse bloqueio é feito. De acordo com o Decreto nº 638 de 7 de março de 2016 que regulamenta a Lei nº 15.329 de 30 de novembro de 2010, é possível solicitar o bloqueio não só das ligações, mas também de SMS e de endereços de correio eletrônico do consumidor evitando também os spams.

Clique aqui para cadastrar os seus contatos.

Mas pode ser golpe!

Muitas vezes, essas podem não ser de ofertas da sua operadora de telefonia, mas golpes que podem tirar dinheiro das pessoas. De acordo com a YouMail, empresa de informações e proteção contra robocalls, os norte-americanos receberam cerca de 4,1 bilhões dessas ligações apenas em maio.

E as vítimas são diversas, como médicos que deixaram de atender pacientes achando tratar-se de uma ligação automática e imigrantes que perderam milhões com chamadas falsas de um suposto consulado para acertarem sua situação nos Estados Unidos.

Resolver esse problema é complicado. Rastrear as chamadas é algo praticamente impossível, pois elas usam números falsos de identificação.

Foto Divulgação

As robocalls, para piorar a situação, têm ficado ainda mais “inteligentes”. Um dos meios usados pelas ligações para fazer com que as pessoas não deixem de atendê-las é usar um número de identificação local, às vezes copiando até o prefixo da linha para onde estão ligando. Quem recebe a chamada acaba atendendo achando que pode ser algum vizinho.

Como se proteger: existem algumas maneiras de se proteger contra o incômodo que são essas ligações e não cair em nenhum possível golpe. A primeira coisa a se fazer é encerrar a ligação. Muitos smartphones possuem serviços pré-instalados de bloqueio de chamadas de números específicos.

Caso o seu não possua, basta baixar aplicativos como o TrueCaller ou o Mr. Number. Com aquele número bloqueado, as chamadas daquela fonte vão parar imediatamente. Isso o impede de cair em algum golpe ou de ser incomodado pelas ligações insistentes.

...

E aí, o que acha disso tudo? Você sabia que é possível se livrar desse tipo de perturbação?

-

Quer receber as notícias do Por Acaso no WhatsApp? Clique aqui!