Estão abertas as inscrições para a Oficina Bonecos em Casa, que será totalmente on-line e vai ensinar como construir um espetáculo de bonecos, em que os participantes serão estimulados a escrever ou escolher uma história com personagens que gostariam de ver em um teatro de bonecos em miniatura.

A oficina faz parte da programação do 3º Festival Internacional de Teatro e Títeres de Rua, que acontece no mês de outubro. O objetivo deste encontro prático é estimular a criatividade, disseminar o teatro de bonecos, promover a troca de experiências e desenvolver habilidades de construção e manipulação de bonecos.

Para Sandra Baron, idealizadora do projeto, artista e produtora cultural, a Oficina Bonecos em Casa permite ao participante utilizar esta arte como ferramenta pedagógica, além de incentivar ações de sustentabilidade com a utilização de materiais recicláveis.

“A Oficina contribui ainda para o desenvolvimento de habilidades manuais e criativas, como também desperta em nós temas voltados à dramaturgia, oralidade e interdisciplinaridade”, explica a artista, que também será a ministrante da Oficina.

As histórias coletadas na Oficina Bonecos em Casa serão publicadas no site do 3º Festirua com a programação oficial do evento. Durante o mês do Festival, os participantes iniciam o processo de construção dos espetáculos de teatro de bonecos em miniatura, manipulação e filmagem, cujos trabalhos serão publicados no site do Festirua no formato de Mostra de Alunos.

Inscrições

As inscrições para a Oficina Bonecos em Casa já estão abertas e podem ser feitas preenchendo o formulário da Festirua até esta sexta-feira (3) ou até o preenchimento das vagas. O número de vagas é limitado e a primeira aula está marcada para a sexta-feira (3) às 19h, por meio de sala virtual.

Os encontros com o grupo serão quinzenais e realizados de setembro a novembro deste ano.

Metodologia

Para acompanhar a oficina, é necessário que o inscrito tenha um espaço mínimo com mesa e cadeira e materiais básicos de apoio, como caixas de papelão, tesoura, lápis coloridos, cola e palitos.

A idealizadora do projeto explica que a Oficina vai contemplar exercícios práticos e itens de formação e desenvolvimento do teatro de bonecos, tais como construção da história e suas variações, estilo, ocupação cênica e recursos auxiliares, contando também com acompanhamento individual.

“O trabalho de bonequeiro envolve uma gama de ações e peculiaridades que vão desde a escolha do tema, a sensibilidade com a linguagem, o contexto da história, os cuidados para garantir um bom desempenho na hora da apresentação. Tudo isso será abordado na Oficina Bonecos em Casa e é uma ótima oportunidade para quem quer conhecer e se aprimorar nesta encantadora arte”, complementa Sandra Baron.

Sobre a ministrante

Sandra Baron é atriz, bonequeira, contadora de histórias, produtora cultural e artesã. Recebeu o prêmio Mestra Nacional da Cultura Popular - Oralidade e Cantigas de Roda, Edição Selma do Côco, em 2018 e o Prêmio Boas Práticas e Inovação em Bibliotecas Públicas pela Biblioteca Nacional, em 2016. Dirigiu mais de 40 peças, atuou em mais de 30 montagens, coordena, ministra e produz cursos, oficinas, festivais e eventos.

Sandra desenvolveu ainda vários projetos culturais, como o Teatro Bom Demais, Cultura em Cena, Festival Internacional de Títeres de Rua, Festilambe Brasil, Teatro no Engenho, entre outros. Um dos seus espetáculo, A Mariana e a Benzedeira da Ilha, foi selecionado no Festival de Fafe, em Portugal.

Sobre o Festival

O 3º Festirua é um festival de artes cênicas com foco no teatro de bonecos. Contempla uma programação rica em apresentações teatrais, lives e workshops, com exibição de vídeos de espetáculos de teatro de bonecos de artistas do Brasil e de várias partes do mundo.

Além da programação durante o evento, o projeto conta com realização de oficina, palestra, roda de negócios e ainda, se as condições sanitárias da pandemia permitirem, apresentações teatrais presenciais em espaços alternativos de Bombinhas, Itapema e Porto Belo.

As edições de 2018 e 2019 geraram 187 mil visualizações na internet e mais de 5.000 crianças assistiram aos espetáculos e participaram de oficinas de teatro de bonecos. Em 2020, a edição não foi realizada em função da pandemia de Covid-19.

Para mais informações entre no site da Festirua.

Acompanhe também as redes sociais do Festival:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp