A sabedoria fala: Idosos do Cras Renascer contarão experiências em projeto
A sabedoria fala: Idosos do Cras Renascer contarão experiências em projeto

Os idosos fazem parte do grupo de risco do coronavírus (Covid-19), por isso, muitos estão em isolamento social, sem contato com a família, sem poder transitar pelas ruas e participar das atividades dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras).

Tendo observado a situação, os profissionais do Cras Renascer lançaram o projeto ‘A sabedoria fala!’.

A ação fará com que os idosos, que são usuários do equipamento, contem fatos, situações de superação ou memórias que trazem esperança.

O objetivo é minimizar prejuízos psicossociais por conta do isolamento e promover interação com quem está internado, sem receber visitas.

“É de extrema importância que os nossos técnicos tenham esse olhar voltado para os idosos, que é uma população mais vulnerável. Uma iniciativa como essa é fundamental, uma vez que os Cras estão buscando se adequar a esta nova realidade, através de formas criativas para o desenvolvimento de trabalhos preventivos”, falou a secretária municipal da Assistência Social e Habitação de Criciúma, Patrícia Vedana Marques.

A partir desta quarta-feira (27), a equipe do Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (Paif) do Cras Renascer fará visitas domiciliares aos idosos para acompanhar e distribuir materiais para a confecção da atividade.

Esta será realizada de forma artística, colorindo cartas e desenhos.

Após a finalização, os materiais serão compilados em um portfólio, que será levado nos hospitais e mostrado aos idosos que se encontram internados.

A intenção é mostrar para aqueles que estão em situação de internação hospitalar, que sujeitos reais já passaram por isso e conseguiram superar, cada um de sua maneira.

A proposta também é estabelecer um diálogo com o outro, por meio de uma mensagem artística.

“Essa atividade contribui no fortalecimento de vínculos familiares, bem como para que todos tenham um olhar mais positivo sobre o momento atual que estamos vivendo”, disse a psicóloga do Cras Renascer, Luane Barth da Silva Wanderlind.