O figurino já está pronto e tem um lugar especial reservado. A coreografia foi exaustivamente pensada, ensaiada e agora, está pronta para subir ao palco do Festival de Dança de Joinville e encantar os olhos da plateia que anseia, ano após ano, pelo espetáculo de movimentos das companhias joinvilenses.

Nesta edição não será diferente. Os bailarinos da Cidade da Dança estão acostumados com a emoção de subir ao palco do Teatro Juarez Machado e, muitos deles, saem de lá como campeões.

Neste ano, serão sete companhias joinvilenses mostrando que o título nacional de cidade da dança não veio para Joinville à toa.

Confira as sete companhias da cidade que se apresentam na Mostra Competitiva do maior festival de dança do mundo e que, claro, você não pode perder!

1. Programa Dançando na Escola – Escola Municipal Governador Pedro Ivo Campos

Foto Divulgação/Festival de Dança

Falar em experiência e títulos é falar da Escola Municipal Governador Pedro Ivo Campos. Por meio do Programa Dançando na Escola, criado em 2002, o grupo de bailarinos se firmou no festival e é motivo de orgulho.

Afinal, não é todo dia que uma companhia é hexacampeã do maior festival de dança do mundo, não é mesmo? Pois a Pedro Ivo é! Hexa no gênero Danças Populares, na categoria Júnior, o grupo se apresenta na Mostra Competitiva deste ano nas categorias Danças Populares Conjunto Sênior e Danças Populares Conjunto Júnior.

2. Kulture Kaos

Foto Divulgação/Festival de Dança

O título já é deles. Atual campeão do festival na categoria Danças Urbanas Conjunto Sênior, o Kulture Kaos volta ao palco do Teatro Juarez Machado com a missão de conquistar o bi.

Em 2017, o grupo da zona Sul poderia até ser considerado uma surpresa, já que era o primeiro ano do Kulture no palco do festival e apenas o segundo ano de caminhada.

Mas o título veio já na estreia, com a coreografia “Conection”. Neste ano, o grupo volta a disputar a Mostra Competitiva e também é presença garantida nos Palcos Abertos em Danças Urbanas Duo Sênior, Danças Urbanas Solo Masculino e Jazz Solo Feminino Sênior.

3. Numonkeys Dance Project

Foto Divulgação/Festival de Dança

Mais uma companhia representante das danças urbanas joinvilenses é a Numonkeys Dance Project, dirigida pelo bailarino Felipe Cardoso, eleito em 2011 como melhor bailarino do festival.

À época, com 19 anos, Felipe dançava com o grupo Maniacs Crew na categoria danças urbanas. O Numonkeys faturou, em 2016, o terceiro lugar solo masculino sênior de danças urbanas.

Neste ano, a companhia se apresenta na Mostra Competitiva na categoria Danças Urbanas Solo Masculino Sênior e nos Palcos Abertos com a mesma coreografia.

4. Dunamis Escola de Dança

Foto Divulgação/Festival de Dança

E Joinville é mesmo um celeiro de bailarinos de danças urbanas! Mais uma representante da categoria, a Dunamis Escola de Dança se apresenta, neste ano, na Mostra Competitiva na categoria Danças Urbanas Conjunto Júnior e nos Palcos Abertos nas categorias Danças Urbanas Conjunto, Solo Feminino e Solo Masculino.

Em 2016, a Dunamis se apresentou e ficou com o terceiro lugar no Solo Masculino Júnior de Danças Urbanas.

5. Grupo de Dança Fernando Lima A.Z. Arte

Foto Divulgação/Festival de Dança

Prestes a subir ao palco do Festival de Dança de Joinville na Mostra Competitiva, na categoria Jazz Conjunto Sênior e nos Palcos Abertos com a mesma coreografia, o Grupo de Dança Fernando Lima A.Z. Arte já é experiente no festival.

Em 2016, o grupo conquistou o segundo lugar na categoria Danças Populares Solo Masculino Sênior e segundo lugar na categoria Dança Contemporânea Solo Feminino Sênior (nas duas categorias não houve primeiro lugar).

Em 2017, a companhia joinvilense também ficou em segundo em Dança Contemporânea Solo Masculino Sênior (novamente não houve primeiro colocado).

6. Grupo AZ Arte

Foto Divulgação/Festival de Dança

O que não vai faltar é apresentação para o Grupo AZ Arte nesta edição do Festival de Dança de Joinville.

O grupo joinvilense se apresenta na Mostra Competitiva nas categorias Dança Conjunto Júnior, Dança Contemporânea Duo Júnior, Danças Populares Solo Masculino Sênior e Jazz Conjunto Júnior.

Além disso, serão seis coreografias nos Palcos Abertos nos gêneros Dança Contemporânea, Danças Populares e Jazz.

7. Studio Arte D

Foto Divulgação

Se há os experientes, também tem companhia joinvilense debutando no festival.

A Studio Arte D faz sua estreia no maior festival de dança do mundo e chegou com tudo, classificando-se para a Mostra Competitiva nas categorias Balé Clássico de Repertório Variação Masculina Sênior, Dança Contemporânea Conjunto Sênior, Dança Contemporânea Duo Sênior e Dança Contemporânea Solo Feminino Sênior.

O grupo também apresenta cinco coreografias nos Palcos Abertos nos gêneros Balé Neoclássico e Dança Contemporânea.

...

A programação completa do Festival de Dança de Joinville, que inicia na próxima terça-feira (17) pode ser acessada aqui.

-

Quer receber as notícias no WhatsApp?