O que não falta em Santa Catarina são belas paisagens, que ficam encantadoras em qualquer estação.

Pensando nisso, listamos quatro para os catarinenses aproveitarem em momentos de viagens de descanso e férias.

1. Encantos do Vale Europeu em Pomerode

As ruas de paralelepípedo e casas enxaimel se juntam a tranquilidade de Pomerode e fazem todos que passam pela cidade lembrar, pelo menos por um segundo, da Alemanha.

Os pratos especializados da cozinha germânica são uma tradição de Pomerode. O marreco recheado, a linguiça, cucas caseiras e o tradicional chopp fazem parte do dia a dia dos pomeranos.

Pomerode é uma cidade que tem investido no turismo para crianças | Foto Turismo SC

Se tem algo que não falta em Pomerode é o turismo para crianças. Um deles é o Zoo Pomerode, primeiro zoológico privado do Sul do Brasil, que abriga 290 espécies, totalizando cerca de 1,4 mil animais.

Outra atração para a criançada é a Vila Encantada: um parque curioso, com elementos que vão de dinossauros a outros animais. Com isso, os adultos podem curtir a calmaria da cidade, deixando as crianças felizes.

Pomerode conta com uma vasta rede de pousadas enxaimel rodeadas por verdes e cachoeiras. Nas melhores pousadas da cidade, a diária fica entorno de R$ 330 por casal.

2. Ecoturismo em Rio dos Cedros

Situado a mil metros acima do nível do mar, Rio dos Cedros é um dos encantos do Vale Europeu. O município reúne o ar fresco das montanhas, rios, cachoeiras, lagos, pássaros e animais silvestres, aliando opções de ecoturismo e esportes de aventura.

A Região dos Lagos, que se formou após os rios Bonito, Palmeiras e Cedros serem represados para abastecer usinas, atrai diversos turistas que buscam manter um contato saudável com a natureza.

Aliada a toda essa beleza, está a manutenção das tradições e cultura dos colonizadores da cidade que formam outro atrativo turístico do local, como os pratos coloniais e artesanatos de vime.

Cicloturismo é um dos atrativos em Rio dos Cedros | Foto Turismo SC

Rio dos Cedros também é destino para os mais aventureiros que querem percorrer as estradas do Vale Europeu sobre duas rodas. Vendo que a procura aumentava nessa época do ano, muitas pousadas foram fundadas justamente para abrigar os cicloturistas.

É o luar ideal para aproveitar a música e dança folclórica e celebrar a cultura dos imigrantes descendentes italianos.

3. A tranquilidade de Campo Alegre

Conhecida como o Paraíso da Serra, Campo Alegre é outro bom destino para quem procura a tranquilidade em contato com a natureza.

A cidade se destaca pelos antigos casarões, produtos coloniais, artesanato e comida caseira em fogão à lenha.

Campo Alegre oferece uma gama de alternativas de turismo colonial e ambiental, com opções de esportes radicais, trilhas e montanhismo para o turista mais ativo.

Festival de Inverno é uma das grandes atrações da cidade | Foto Reprodução/Tine Überall

O município preserva na sua culinária raízes de sua colonização, por isso tem uma gastronomia com pratos à base da carne de ovelha e também do pinhão. Geleias, biscoitos, antepastos, doces e molhos de produção artesanal dão um sabor especial à gastronomia típica.

A influência polonesa está presente no pierogui (pastel cozido com recheio de requeijão). Produtos orgânicos também são os diferenciais em muitos pratos.

Com um clima leve no ar, árvores e natureza exuberante. É nesse ambiente tranquilo que os turistas querem fazer tempo parar para curtir cada momento em Campo Alegre.

A cidade conta com várias pousadas e hotéis possibilitando o descanso necessário.

4. Diversão e cultura no litoral

Com o objetivo de reunir acervo de embarcações representativas da diversidade do patrimônio naval brasileiro, o Museu Nacional do Mar está instalado nos antigos armazéns da extinta Companhia de Navegação Hoepcke, à beira da bela Baia da Babitonga, em São Francisco do Sul.

Diversas embarcações brasileiras são encontradas no Museu do Mar | Foto Divulgação/Turismo SC

Nele, é possível dar uma volta no tempo e visualizar os antigos trilhos para vagonetes que ligavam amplos galpões aos trapiches e os vários tipos de canoas, como as de um pau só.

Para quem tem mais tempo e quer estender a estadia para um lugar mais distante, Penha também conta com outras atrações - uma delas, claro, é o Beto Carrero World.

Como qualquer cidade litorânea, em Penha é possível fazer roteiros personalizados em embarcações apropriadas. A pesca em alto-mar, a pesca ancorada e pesca costeira são algumas das opções disponibilizadas.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger