Essa é aquela semana que muita gente ansiava ver chegar para poder ver com os próprios olhos uma superprodução sobre a cultura irlandesa. Dança e música, entre a tradição e modernidade, se encontram em "Celtic Legends" (foto no alto), espetáculo que inclui Joinville em sua turnê pela América Latina. Mas quem é chegado nas artes cênicas tem a seu dispor a sétima edição do Festival de Teatro Estudantil (ET); os interessados em artes visuais; o Festival de Escultura Iterante; os apaixonados por balé, o último Gala Bolshoi do ano; e os amantes do rock, nada menos do que seis eventos de rachar o crânio. E não fica por aí, como mostra o agendão.

1 - Encontro de Teatro Estudantil
Começa nesta segunda-feira o 7º Encontro de Teatro Estudantil (ETE), que vai até o dia 18 com 19 espetáculos, dos mais variados gêneros, sendo apresentados por alunos de escolas públicas e privadas e associações de Joinville. Após cada apresentação, estudantes, professores e plateia se reúnem para discutir assuntos relacionados ao universo teatral. A programação completa no galpão da Ajote está AQUI, e é gratuita. Abrindo o evento, o Grupo de Teatro e Canto Comunitário da Amorabi estreia a peça “Flicts”.
Quando: de segunda (12) a domingo (18), no galpão da Ajote (Cidadela Cultural).

2 - Teco Martins
Ainda no espírito das comemorações de seus dois anos de atividades, a Casa 97 recebe Teco Martins, vocalista da banda paulista Rancore. Em nova fase na carreira, ele apresenta as músicas de "Solar", seu primeiro disco solo, lançado no começo de 2018. É um trabalho cheio de efeitos e arranjos, que sobrepõe reggae, folk, ritmos afros e muita psicodelia sessentista a la Mutantes. Porém, Teco abre mão da fartura de instrumentos para mostrar as nove canções em sua forma mais crua, só de violão em punho.
Quando: segunda (12), às 20h, na Casa 97 (rua Arco-íris, 97).

3 - Cinema polonês
Em novembro, o Sesc de Joinville exibe um recorte de filmes poloneses contemporâneos que constam de seu catálogo de exibição. A programação é a seguinte: nesta terça (13), “Body” (2015); quarta (14), “Demon” (2015); dia 20, “Tudo que Eu Amo” (2011); e dia 21, “O Moinho e a Cruz” (2011). As sessões acontecem sempre às 19h30, com entrada gratuita.
Quando: terça (13) e quarta (14), às 19h30, no Sesc de Joinville.

4 - Cosplay
“Quando o sonho se torna realidade” é um curta metragem documental, dirigido por Ana Carolina França Neves, que retrata o cotidiano de seis cosplayers de Joinville. Segundo ela, o objetivo do projeto é apresentar e desmistificar a prática cosplay para a sociedade em geral. O evento de lançamento terá, além da exibição do filme e bate-papo com os realizadores, a apresentação do projeto e a exibição de animes nostálgicso.
Quando: quarta (14), às 19h, no Bom Jesus/Ielusc.

5 - Celtic Legends
O espirito das terras do norte da Europa, com seus bailados vigorosos e seus alegres acordes musicais, chegam à Joinville nesta semana com o espetáculo “Celtic Legends”. Formada em Dublin, em 2002, a trupe tem 14 dançarinos e é uma das poucas a contar com uma banda ao vivo. Entre a tradição, a modernidade e o virtuosismo, o Celtic Legends  realizou, somente nos últimos três anos, mais de mil apresentações na Europa, nos Estados Unidos, na Ásia e na América.

Guiado pela coreógrafa e primeira bailarina Jacinta Sharpes, o elenco exibe o tap, ritmo tradicional e frenético irlandês que aqui ganha ares contemporâneos. A dança é complementada pela banda de apoio, dotada de instrumentos de percussão, acordeon, violino, flautas e bozuki (espécie de guitarra irlandesa) também integram o grupo.
Quando: terça (13), às 20h, no Teatro CNEC (av. Getúlio Vargas, 1.266).

6 - Gala Bolshoi
A Escola do Teatro Bolshoi faz nesta semana o último espetáculo da Temporada 2018. Na programação do Gala Bolshoi, duas estreias criadas por coreógrafos  de Joinville por meio do Edital Elisabete Anderle: o contemporâneo “Em tempo de tempestade”, de Fernando Lima, e “Ubuntu”, na qual Jesse Cruz mistura filosofia e mitologia africana. O espetáculo conta ainda com trechos de grandes balés de repertório, como “Raymonda”, “Don Quixote” e “La Bayadère”, e duas coreografias clássicas e contemporâneas já conhecidas do público, interpretadas pelos bailarinos da Cia. Jovem.
Quando: quarta (14), às 20h, no Teatro Juarez Machado.

7 - Cineclube Premium
A atração desta semana é "Em um Mundo Melhor", drama escandinavo de 2010. Na história, Anton é um médico que se divide entre o trabalho num campo de refugiados na África e sua casa na Dinamarca. Sua vida pessoal é problemática: o casamento está em crise e seu filho Elias sofre bullying na escola. Quando o garoto Elias, que acaba de perder a mãe, se muda para o local e passa a defender Elias, uma grande amizade se forma. Mas há também um plano de vingança em andamento.
Quando: quarta (14), às 20h, na 33 Arthouse (rua Bento Gonçalves, 33).


8 -AC/DC Day
O evento em homenagem a uma das maiores bandas de rock da história chega à Joinville com toda a pompa possível. Além de memorabília ligada a Angus Young e cia., a noite contará com show de Dave Evans, ninguém menos do que o primeiro vocalista do AC/DC, que integrou o grupo em 1973 e gravou seu primeiro single. Ele se apresentará ao lado da banda cover Alta Voltagem, que toca antes da atração principal.
Quando: quarta (14), às 22h, no Teatro da Liga.


9 - Kick Bucket Band
Criado em 2014 nas ruas de São Paulo, a Kick Bucket Band traz influências de música eletrônica, rock, soul, jazz, rythm 'n blues hip hop e funk instrumental, e já levou seus ritmos dançantes a grandes eventos e festivais, entre eles Campus Party Brasil 2016, João Rock 2015, CCXP 2016/2017, Path Festival 2016 e TEDxSão Paulo 2016. Em Joinville, o grupo se apresenta com o baterista de baldes Bruno Kioshi (bucket drum/bateria de baldes), El Cid (teclados) e Thiago Nascimento (saxofone).
Quando: quarta (14), às 21h, na Casa 97 (rua Arco-íris, 97).

 

10 - Invasores de Cérebros
Quem desembarca em Joinville nesta semana é a banda paulistana Invasores de Cérebros, conhecida entre os adeptos do punk rock como a banda de Ariel, que foi vocalista dos Inocentes e da Restos de Nada em seus primórdios. Ou seja, um sujeito que esteve envolvido com o punk no Brasil em seu início. Na estrada há 30 anos, o grupo toca ao lado de Fugoz, Poluição Sonora, Sun Below Us (Joinville), Horda Punk (Porto União/União da Vitória) e Repudyo (Curitiba).
Quando: quinta (15), às 19h, no Garage Bar (rua Inácio Bastos, 828).

11 - Stormy Night
Uma das bandas novas mais interessantes do país, saudada de norte a sul no underground, a curitibana Machete Bomb é a estrela do evento de lançamento do Stormy Records, novo selo musical joinvilense. Misturando rock pesado, hip hop e elementos latinos, a Machete Bomb mostra por aqui os sons do celebrado “A Saga do Cavaco Profano”, lançado em 2017. Os conterrâneos da Médicos de Cuba também são convidados da noitada, que ainda terá as bandas locais Dominäria, Scumbaggs e Bento Leão.
Quando: sexta (16), às 21h, no Palácio Snooker Pub (Av. Procópio Gomes, 1.032).

12 - Hardcore
Aos que estão com saudades de uma boa roda de pogo, o Garage sedia o Side by Side Festival, festival que reúne quatro bandas adeptas do modo veloz de punk rock. A banda joinvilense Flamas recepciona os colegas da Make it Stop (Sorocaba-SP), Time and Distance (SP e Blumenau) e Speech (Blumenau).
Quando: sexta (16), às 20h, no Garage Bar (rua Inácio Bastos, 828).

13 - Craca Fest 2
Mais um evento da Craca no território da ousadia sonora, desta vez puxando para Joinville a Oruã, trio guitarreiro encabeçado por Lê Almeida, um gigante da cena alternativa carioca. Muita gente que irá para vê-lo sairá desnorteado por mais uma aparição do projeto altamente experimental Esmectatons, aparentado com a Orquestra Patafísica, duo joinvilense chegado num space rock. De Itajaí, vem de novo O Elevador, psicodelia com os dois pés no Brasil dos anos 70.
Quando: sábado (17), às 15h, no Bar do Cota (rua Hélio Lenz Puerta, 107).

1 4 - Festival de Esculturas Itinerantes
Mármore, madeira, ferro, barro, plástico, resinas carbonizadas e até tecidos, são alguns dos materiais utilizados pelos 26 escultores que participam do Festival de Esculturas Itinerantes. Iniciado no Rio de Janeiro há menos de dois anos pelo curador e produtor de artes visuais carioca Paulo Branquinho, o evento se destaca pela diversidade, apresentando esculturas de diferentes técnicas, materiais e estilos, e promovendo intercâmbio entre os artistas de diferentes gerações, cidades e nacionalidades (Brasil, Itália, Chile), além do convidado especial, o dinamarquês Jesper Neergaard.
Quando: de sábado (17), às 18h30, até 10 de fevereiro, no Instituto Internacional Juarez Machado.

15 - Ator Morto
Ator Morto é um duo formado por duas figuras conhecidas da cena rocker paulista: Capilé (Sugar Kane/Water Rats) e Caíque (Corona Kings). Os dois pegam a estrada para apresentar o EP “Caos”, lançado em setembro, que mostra um rock grandioso mas cru e ríspido, com influências de punk, hard,  stoner e britipop. O quarteto local Confirm, que está lançando o EP de estreia “Até Aqui” (produzido por Capilé), faz as honras da casa.
Quando: domingo (18), às 17h, no Delinquent’s Bar (ao lado do Mercado Público).

16 - Andrey Rocca
Artista porto-alegrense residente em Joinville, Andrey assina a exposição “(Des) Controle”, com curadoria de Marc Engler. As telas são marcadas por formas abstratas e cores vibrantes. O artista transforma manchas de cores em simbolismos subjetivos, que mostram um suposto descontrole que representa seu eu interior mais visceral, contudo percebe-se linhas sutilmente colocadas, expressando o desejo e a intenção ainda latente de controlar as circunstâncias.
Quando: até 4 de dezembro, no Garten Shopping (em frente à loja Alô Bebê).