O mercado de ações é um assunto complexo - e muitas vezes, eticamente questionável. Não sem motivo, serviu como inspiração para livros e filmes, quer abordando histórias de sucesso, quer abordando os excessos de Wall Street.

Abaixo você confere uma lista de 10 filmes premiados sobre o mercado financeiro dos EUA e a cultura ao redor dele. A lista foi compilada pelo jornalista Renato Vieira, da página E! Investidor, do Estado de São Paulo.

Vários destes filmes estão disponíveis em plataformas de streaming como Amazon Prime Video, Netflix e HBO Go. A lista original do Estadão indica onde podem ser encontrados.

A Grande Aposta (2015)

Ambientado na véspera da crise financeira de 2008, a produção conta três histórias diferentes que se cruzam. Michael Burry (Christian Bale) é um guru de Wall Street que, após perceber a iminente inadimplência do mercado imobiliário, decide investir contra ele. Jared Vennett (Ryan Gosling) também segue a percepção de Burry e tenta fazer dinheiro se antecipando à tragédia financeira. Completam a trama Mark Baum (Steve Carell), diretor da empresa FrontPoint, subsidiária do Morgan Stanley e de Ben Rickert (Brad Pitt), um ex-banqueiro que volta ao jogo ao ser abordado por dois jovens. Margot Robbie e Selena Gomez participam do filme, que ganhou Oscar de Melhor Roteiro Adaptado.

Jogo do Dinheiro (2016)

Dirigido por Jodie Foster, o filme tem como foco Lee Gates (George Clooney), um excêntrico apresentador de televisão que dá dicas de investimentos para aqueles que querem investir em Wall Street, e que é tomado refém por Kyle Budwell (Jack O’Connell), um homem que perdeu todo o dinheiro que tinha depois de seguir as opiniões de Gates e agora busca vingança enquanto a audiência busca entender o que está acontecendo.

Psicopata Americano (2000)

Para quem prefere ver os aspectos mais tóxicos do mercado financeiro, a interpretação de Christian Bale como banqueiro de investimentos Patrick Bateman, que circula pelos lugares mais chiques de Nova York e também é um psicopata cruel, é uma boa aposta.

Baseado em um livro de Bret Easton Ellis, o longa se passa no final dos anos 1980 e retrata os notórios excessos da era yuppie no auge de Wall Street, incluindo o uso de cocaína, enquanto o estado mental de Bateman fica cada vez mais perigoso - O livro de Ellis é uma crítica mordaz a maneira como o cenário empresarial dos EUA no fim dos anos 80 privilegiava e alimentava comportamentos sociopáticos.

Em seu caminho está o detetive Donald Kimball (Willem Dafoe), que investiga o assassinato de um colega de trabalho de Bateman. Jared Leto, Josh Lucas e Reese Witherspoon completam o elenco do filme dirigido por Mary Harron.

O Lobo de Wall Street (2013)

Indicado a 5 Oscars, o filme de Martin Scorsese conta a história real de Jordan Belfort (Leonardo DiCaprio), um corretor de ações que trabalha em Wall Street. Depois de perder o emprego na chamada segunda-feira negra, ele passa a trabalhar em uma empresa que vende papéis modestos de fora da bolsa de valores.

Ao lado de amigos como Donnie (Jonah Hill), ele cria a empresa Stratton Oakmont e utiliza esquemas ilegais para se dar bem, até que chama a atenção do FBI. Margot Robbie e Matthew McConaughey também atuam na produção.

Margin Call – O Dia Antes do Fim (2011)

Focado na crise financeira de 2008, dispensado em um dia de demissão em massa de uma instituição financeira em Wall Street cujo nome não é revelado, o experiente analista de riscos Eric Dale (Stanley Tucci) é um dos dispensados, mas antes de sair do prédio deixa um pen drive com outro funcionário, o jovem Peter Sullivan (Zachary Quinto), pedindo “cuidado”. Após analisar os dados, Sullivan descobre que uma catástrofe econômica está por vir. A partir daí, os personagens poderosos entram em cena na tentativa de evitar o pior – e de se safar das consequências.

Embora o nome não seja dito, o banco do filme é inspirado no Lehman Brothers, que quebrou com a explosão da bolha imobiliária.

Mercado de Capitais (2016)

Com uma equipe de criação formada por mulheres (a diretora Meera Menon, as produtoras Alysia Reiner e Sarah Megan Thomas e a roteirista Amy Fox), o filme tem como protagonista Naomi Bishop (Anna Gunn, da série Breaking Bad). Trabalhando em uma empresa de Wall Street, a investidora especializada em IPOs está lidando com problemas profissionais. Ela reencontra a antiga colega Samantha Ryan (Reiner), uma promotora federal que investiga o namorado de Naomi, Michael (James Purefoy), corretor suspeito de trabalhar com informações privilegiadas.

O Mago das Mentiras (2017)

Com Robert De Niro e Michelle Pfeiffer, e baseado no livro da jornalista Diana B. Henriques. De Niro interpreta Bernie Madoff, o recém falecido magnata dos investimentos - e maior golpista de pirâmide da história dos EUA - que tinha um poderoso fundo de investimentos, circulava entre os ricos e famosos de Nova York e armou um esquema de pirâmide financeira que prometia grandes retornos. Na esteira da crise financeira de 2008, o plano de Madoff ruiu, prejudicando quem acreditou nele e até mesmo sua própria família.

Grande Demais Para Quebrar (2011)

Baseado no livro de Andrew Ross Sorkin. O secretário do Tesouro americano, Henry Paulson (William Hurt), precisa lidar com a iminente crise e interagir com poderosos como Dick Fuld (James Woods), o CEO do Lehman Brothers, que negocia vender o banco para ninguém menos que Warren Buffett.

Como o magnata se recusa a pagar o valor pedido, Paulson tenta fazer com que outros bancos dos EUA comprem o Lehman e evitem uma catástrofe de grandes proporções. Curtis Hanson dirige o filme, que ainda tem no elenco Billy Cudrup, Paul Giamatti, Cynthia Nixon e Bill Pullman.

Trabalho Interno (2010)

Matt Damon narra o filme que venceu o Oscar de Melhor Documentário em 2011. Com entrevistas com banqueiros, especialistas em economia, jornalistas especializados e políticos em cargos-chave, o filme é dividido em cinco partes e tenta entender como a crise mundial ocorreu sem que os integrantes do sistema financeiro, boa parte deles com altos cargos em Wall Street, tomassem providências para evitar o pior. A direção é de Charles Ferguson.

Wall Street – Poder e Cobiça (1987)

A obra seminal sobre o mercado de ações e sua crueza e frieza, dirigido por Oliver Stone. O corretor de ações Bud Fox (Charlie Sheen) tenta de todas as formas se aproximar do poderoso investidor Gordon Gekko. Após conseguir e se tornar aprendiz dele, Fox começa a ser guiado por Gekko, que pede para ele espionar o CEO de uma grande empresa. Por meio de informações privilegiadas, Fox e Gekko lucram e chamam a atenção da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos. O longa ganhou uma continuação, Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme (2010).

Gekko, criado como uma crítica a mentalidade de lucro acima de tudo que imperava no mercado de ações americano, acabou por inspirar investidores; de crítica, passou a ser visto como herói.