Foto Divulgação
Foto Divulgação

Vou Gestão de Eventos Eficiente, Uptime Tecnologia, Você Pede, MEGi9 e Só Venda: estas foram as cinco primeiras empresas selecionadas para serem incubadas no Centro de Inovação de Jaraguá do Sul, o NoVale Hub.

Além dessas, outras duas empresas utilizarão o espaço de coworking: A Index, empresa de RH, e a Crom, empresa de inovação em engenharia.

As cinco empresas tem em comum o eixo de atuação: embora ofereçam serviços distintos, todas as cinco são do setor de Tecnologia da Informação (TI) - saindo do perfil mais industrial da cidade. A diversificação da matriz econômica de Jaraguá do Sul é uma das metas do espaço.

Além das empresas que farão a transição em janeiro, outra companhia deve passar a operar no Centro a partir da terça-feira, dia 15: a WEG, que se instalará como a primeira das "empresas anjo" do espaço.

O conceito é derivado do de "investidor-anjo" - empresários e empresas com capital já formado e interesse em sustentar, guiar e fomentar empresas nascentes.

A atuação de empresas e empresários consolidados nestes espaços tem como objetivo fomentar negócios com alto potencial de retorno - e no caso da atuação de empresas no Centro de Inovação, procurar ideias inovadoras que possam ser aplicadas em seus produtos.

O termo "anjo" se deve por estes investidores darem formas de apoio ao empreendedor que vão para além do investimento financeiro, aplicando seus conhecimentos, experiência e rede de relacionamento para orientá-lo e aumentar suas chances de sucesso.

A atuação de empresas consolidadas no espaço do Centro de Inovação já estava prevista na inauguração do centro, e assim como as empresas incubadas, empresas como a WEG se comprometem a apresentar planos de ação e resultados do seu uso do espaço.

Outras empresas devem também se instalar como "anjos" e mentores no espaço, segundo explicou em novembro o presidente do conselho gestor do NoVale Hub, Anselmo Ramos.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?