Antes mesmo da implementação da tecnologia 5G no Brasil, a Weg já está conectada, realizando um teste de conectividade de sua fábrica em Jaraguá do Sul (SC), onde fica a sua matriz, com uma rede privativa criada em parceria com a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI).

Os resultados preliminares apontam caminhos importantes para uma produção industrial conectada, diz a companhia. As informações são do Estado de São Paulo.

Os testes incluem diagnósticos de sistemas, robôs industriais e câmeras inteligentes, que conseguem identificar, por exemplo, se as pessoas presentes estão usando máscaras para se proteger da Covid-19 e apontar defeitos em produtos, algo que sempre foi realizado manualmente.

Esse laboratório servirá para que a companhia e a ABDI mandem os resultados para a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) discutir uma regulação para as redes privadas de 5G. O projeto tem ainda a Nokia e a Claro como parceiras.

Além da evolução da indústria, a Weg também quer usar esse teste e a própria tecnologia 5G para aumentar sua área de soluções digitais – uma das estratégias da companhia rumo à diversificação de seus negócios.