A nova unidade industrial da WEG, instalada em Betim (MG), será responsável pela fabricação de 69 Eletrocentros Solares Centrais para a Vale.

O contrato firmado com a Vale contribuiu para a decisão da WEG de investir em Minas Gerais, gerando 100 novos postos de trabalho e fomentando o desenvolvimento tecnológico no estado. A fábrica conta com 5.000m² para fabricação de eletrocentros solares centrais e eletrocentros industriais.

Os equipamentos para a Vale serão entregues a partir do segundo semestre deste ano para implantação do Projeto Sol do Cerrado, no município de Jaíba, região norte do estado. O empreendimento da mineradora ocupará uma área de mais de 1.200 hectares e será um dos maiores parques de geração de energia fotovoltaica do Brasil, com potência instalada de 766 Megawatts-pico (MWp) e capacidade de produção de energia de 1,6 Gigawatts-hora por ano (GWh/ano). O início das operações está previsto para o segundo semestre de 2022.

O investimento da Vale na implantação do Projeto Sol do Cerrado é de aproximadamente US$ 500 milhões.

“Os esforços são para promover o desenvolvimento socioeconômico das regiões onde a Vale atua. Além da geração de mais de mil empregos na fase de implantação do empreendimento, com prioridade de contratação de mão de obra local, a Vale se sentiu honrada de ter colaborado para essa importante decisão estratégica da WEG, que não só atenderá ao Projeto Sol do Cerrado, mas contribuirá para o desenvolvimento tecnológico de Minas Gerais”, destaca Marco Braga, diretor de Suprimentos da Vale.

No ano passado, a companhia investiu R$ 15 bilhões em compras de fornecedores no estado.

A WEG fornecerá eletrocentros com inversores solares centrais, responsáveis por transformar a energia gerada nos módulos fotovoltaicos, permitindo sua disponibilização no sistema elétrico brasileiro para distribuição e consumo.

“Esses equipamentos são totalmente desenvolvidos e fabricados no Brasil. A produção destes Eletrocentros já ocorrerá na nossa nova fábrica em Betim/MG. O contrato não só estreia a nossa nova unidade industrial, como reitera a nossa expertise de oferecer soluções eficientes para projetos tão importantes como este”, explica Manfred Peter Johann, Diretor Superintendente da WEG Automação.

Considerada uma das empresas mais inovadoras do Brasil, a WEG tem tradição no fornecimento de soluções completas para o segmento de energia solar. Seu histórico de contratos dentro da modalidade EPC (Engineering, Procurement and Construction) não só habilitou a companhia a participar da construção de importantes parques solares no Brasil, como também tem ajudado a criar novas oportunidades de negócios com a venda de equipamentos para novas usinas