Começa a empreitada de startup jaraguaense aprovada em meio a 1.761 projetos

Começa a empreitada de startup jaraguaense aprovada em meio a 1.761 projetos Começa a empreitada de startup jaraguaense aprovada em meio a 1.761 projetos

Economia

Por: Pedro Leal

domingo, 08:00 - 04/02/2018

Pedro Leal
Um dos três projetos jaraguaenses aprovados no programa Sinapse da Informação, a Startup jaraguaense Vou - Eventos e Descontos vai usar do aporte de até R$60 mil do governo do Estado para levar a empresa a uma nova operação: agregar as ferramentas de gestão de eventos par a servir como um facilitador para eventos corporativos. Faça parte do grupo de whatsApp OCP News.  Clique aqui  Segundo um de seus fundadores, Jefferson Amendolara, a empresa está passando por uma transição, 'pivotando' - mudando de segmento - para a gestão de eventos corporativos. "Esse trabalho que fazíamos até então está ficando para trás, não vamos parar com ele, mas o foco agora é a gestão de eventos corporativos", explica, frisando que o novo serviço deve contemplar todo o cronograma de produção de um evento - do planejamento até o retorno e a avaliação dos resultados. O antigo serviço, usando de geolocalização para indicar ao usuário as festas e eventos em suas proximidades com bônus em  "Vous", uma moeda do serviço, para obter descontos ao fazer o check-in em estabelecimentos parceiros não vai ser cancelado. No entanto, o foco e a prioridade da empresa passou a ser outro:  a criação e implementação de um dashboard integrando funções para o planejamento, gestão e acompanhamento de eventos. A mudança de foco veio por sugestão de um novo sócio, o carioca Renato Chamasquini. Atuando na produção de mais de 300 eventos, Chamasquini notou as dificuldades existentes no setor. "O perfil do nosso cliente agora vai desde quem trabalha exclusivamente com promoção de eventos até empresas que ocasionalmente façam feiras, workshops, treinamentos, exposições. Tudo para economizar tempo, dinheiro e gerar melhores resultados para as empresas", explica, ressaltando que não há ferramenta no mercado que atenda todas essas necessidades. Uma centena de projetos dentre um total de 1.761 foram aprovados pelo programa da Secretaria do Estado de Desenvolvimento Sustentável (SDS), considerado um dos mais completos programas de incentivo ao empreendedorismo no país. Além da Vou, foram aprovadas as propostas de Aquecedores por indução industrial, de Geovane Martins Carvalho, que ficou em 7º, e Smart Process - Detecção de fraudes e desvios de processos, de Alex Meinchein. Além dos R$60 mil, a Vou contará ainda com um aporte de R$42 mil para contratações por um período de 12 meses, além de mentorias, suporte e apoio para expansão para outros mercados. Projeto nasceu por conta do Startup Weekend Segundo Amendolara, o projeto da Vou foi fruto de um encontro fortuito em 2015, na primeira edição do Startup Weekend. Então com outra idéia - que não passou da etapa de validação, quando se verifica se realmente existe o problema que o projeto visa atender - Amendolara conheceu no evento seu primeiro sócio, Gustavo Oldenburg, co-criador da Vou. Com outros quatro sócios, a dupla teve destaque na segunda edição do evento, em 2016, com o Piuí, aplicativo que propunha rastrear os horários e local de passagem dos trens em centros urbanos, conquistando o primeiro lugar. "O projeto acabou não indo para frente por questões de equipe, éramos seis sócios e tivemos desentendimentos sobre como prosseguir", explica. Em 2017, a dupla dava início à Vou com um terceiro sócio, lançando o aplicativo em julho do mesmo ano. "O diferencial da primeira fase da Vou era o cashback, o retorno em créditos que se tinha. Não é preciso gastar dinheiro para ganhar Vous, só fazer o check-in em um estabelecimento parceiro", explica Amendolara. Agora, a empresa busca a parceria com ferramentas de gestão. "Não queremos competir com essas ferramentas, mas fazer a integração delas em um único sistema, como parceiros", diz. LEIA MAIS: - Conheça o aplicativo que ajuda quem procura opções de lazer em Jaraguá do Sul
×